Cinder (Crónicas Lunares #1) – Marissa Meyer [Opinião]

3904472Publicação: 2012
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896573270
PVP: 17,76€
Minha classificação: 3,5/5 estrelas.

Sinopse: Com dezasseis anos, Cinder é considerada pela sociedade como um erro tecnológico. Para a madrasta, é um fardo. No entanto, ser cyborg também tem algumas vantagens: as suas ligações cerebrais conferem-lhe uma prodigiosa capacidade para reparar aparelhos (autómatos, planadores, as suas partes defeituosas) e fazem dela a melhor especialista em mecânica de Nova Pequim. É esta reputação que leva o príncipe Kai a abordá-la na oficina onde trabalha, para que lhe repare um andróide antes do baile anual. Em tom de gracejo, o príncipe diz tratar-se de «um caso de segurança nacional», mas Cinder desconfia que o assunto é mais sério do que dá a entender. Ansiosa por impressionar o príncipe, as intenções de Cinder são transtornadas quando a irmã mais nova, e sua única amiga humana, é contagiada pela peste fatal que há uma década devasta a Terra. A madrasta de Cinder atribui-lhe a culpa da doença da filha e oferece o corpo da enteada como cobaia para as investigações clínicas relacionadas com a praga, uma «honra» à qual ninguém até então sobreviveu. Mas os cientistas não tardam a descobrir que a nova cobaia apresenta características que a tornam única. Uma particularidade pela qual há quem esteja disposto a matar.

Opinião: Esta história decorre algum tempo depois da 4ª guerra mundial, em Nova Pequim, e acompanha Cinder, uma rapariga, aparentemente humana, mas que devido a um acidente, teve parte do seu corpo substituído por partes mecânicas. Certo dia, o filho do imperador, aparece na loja mecânica de Cinder, pedindo que ela repare-lhe um dos robôs, e após esse encontro, dá-se o desenrolar de várias ações: A aparição da peste, o plano de fuga de Cinder. No meio disto tudo, além de tentar planear a sua fuga, Cinder procura também tentar salvar a sua meia-irmã da morte.
Esta foi a primeira leitura do ano: fantástica, cativante, curiosa. Sem dúvida, uma versão de Cinderela futurista e robótica. Certas partes podem ter sido um pouco previsíveis tal como o final deste livro da série Crónicas Lunares, mas não deixa de ser uma ótima leitura, agradável, leve e como já disse, bastante cativante, ao ponto se tornar viciante. Considero os personagens bem construídos, tal como a história, principalmente o Kai, o filho do imperador da Nova Pequim. Este é sem dúvida um livro a não perder. Para quem não sabe, este é o primeiro livro de quatro livros já publicados (dentro desta saga), sendo que três deles estão traduzidos (Cinder, Scarlet, Cress). Winter é o 4º e final volume de As Crónicas Lunares, ainda não traduzido em Portugal!

Anúncios

7 pensamentos sobre “Cinder (Crónicas Lunares #1) – Marissa Meyer [Opinião]

  1. Pingback: Scarlet (Crónicas Lunares #2) – Marissa Meyer [Opinião] – The Girl Who Reads Books

  2. Pingback: Aquisições de Outubro [Book Haul] – 2016 – The Girl Who Reads Books

  3. Pingback: Eternal Darkness – J. F. Johns [Opinião] – The Girl Who Reads Books

  4. Pingback: 1º Semestre de 2016 – 50/50 livros lidos – The Girl Who Reads Books

  5. Pingback: Leituras de Janeiro – A Rapariga que lê livros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s