Príncipe Mecânico – Cassandra Clare (Opinião)

9789724620275Publicação: 2013
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896573546
Preço Editor: 18,85€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas

Opinião: Depois de “Anjo Mecânico”, temos a sequela com o título de “Príncipe Mecânico”, em que a procura pelo Magister continua, sendo que desta vez surgem obstáculos pelo caminho, como a tentativa de Bennict Lightwood em tirar Charlotte do comando do Instituto. Se tal acontecer, Tessa poderá ver-se numa situação perigosa, deixando de ter um lugar seguro, de modo a proteger-se do homem vil que tenciona usar os poderes dela. Também o amor será mais uma vez abordado neste livro, agora com um triângulo amoroso.

Tenho o livro desde o Natal, na minha estante, e só agora decidi pegar nele e lê-lo, como sendo a minha última leitura de Março, e adorei-o muito! Talvez mais em comparação com o primeiro. Não tem tanta ação, é verdade, mas tem as intrigas, os dramas, que sentia falta desde “A Cidade dos Ossos” (Instrumentos Mortais). Não que nos 6 livros anteriores da Cassandra Clare houve um triângulo amoroso, mas é notável uma certa semelhança entre a relação de Jace e Clary e a relação de Tessa e Will. Porém, é impossível não torcer também por Tessa e Jem. Este é talvez aquele triângulo amoroso mais complicado de sempre, na minha opinião! É impossível escolher um dos lados, e não gostar do outro. Will é irónico e um pouco parecido com Jace, o que já me faz gostar imenso dele, mas Jem é neutro, e um personagem adorável, querido! Continuar a ler

Outlander, A Libélula Presa no Âmbar – Diana Gabaldon (Opinião)

9789724620275Publicação: Julho/2011
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724620275
Preço Editor: 24,90€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas

Opinião: “A Libélula presa no âmbar” (Dragonfly In Amber, em Inglês), penso que seja o título oficial do livro, porém nas nossas edições portuguesas (e acho que também nas brasileiras), qualquer um destes livros, tem como título em destaque “Outlander”, ou seja, este segundo livro pertence à tão famosa série de livros, da escritora Diana Gabaldon, “Outlander”, que atualmente estão a ser adaptados para televisão, como referi na opinião anterior sobre o primeiro livro (podem ver o trailer da série televisiva também nessa opinião: aqui). Sendo o segundo livro da série Outlander, este começa 20 anos mais tarde, mas ao contrário do que se pensava, não no mesmo século em que terminou o primeiro livro, mas com Claire de volta ao século XX, onde, juntamente com a sua filha Brianna, regressa a Inverness, à procura de respostas sobre o que aconteceu a Jamie, que ficou no século XVIII. E é ai que Claire decide contar todos os seus segredos à filha, que esta revela ser de Jamie e não de Frank, como Brianna pensava. Durante as 1000 páginas escritas deste livro, iremos então acompanhar a continuação da jornada de Claire, a partir dessas revelações, em que esta, juntamente com o escocês ruivo, param em Paris, com o fim de tentar impedir os Stuart de avançarem com a batalha que matou tantos escoceses. Serão eles capazes de impedir que tal coisa aconteça?
Na minha opinião, o ponto central deste livro é sem dúvida dar-nos a conhecer o que aconteceu com Jamie, e o que levou Claire a regressar ao seu século. Porém as aventuras de ambos, em vários lugares por onde vão passando, são também muito importantes. Este livro é cheio de revelações, umas chocantes, umas tristes, outras fantásticas, que sinceramente me levaram a fazer alguma pesquisar sobre tudo o que aconteceu antes e depois da Batalha de Culloden. “A Libélula Presa no Âmbar” não só é repleta de revelações, como de momentos que nos fazem “roer as unhas”, chorar, e que nos deixam curiosos e bastantes pensativos. Continuar a ler

Orgulho e Preconceito – Jane Austen (Opinião)

17252111Publicação: 2012
Editor: Civilização
ISBN: 9789722635899
Preço Editor: 8,99€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas

Opinião: Orgulho e Preconceito é um dos livros mais conhecidos de Jane Austen, e ainda me choca saber que há imensas pessoas, a quem pergunto se conhecem este livro, e dizem-me que não. É apenas um dos romances mais conhecidos de sempre, por isso choca-me tais revelações!
E não é só um dos romances mais conhecidos de sempre, como é um dos melhores romances que tive o prazer de ler até hoje. Este fala sobre a família Bennet, e os vários acontecimentos, desde as tentativas da Mrs. Bennet em casar todas as suas filhas com homens que assegurem o seu futuro a personagens que marcaram, sem dúvida, uma das filhas mais velhas: Elizabeth.
Não sei se posso considerar que a história gira em torno de Elizabeth e Mr. Darcy, e do seu ódio constante, mas seguimo-la com mais frequência, do que ás outras personagens. Elizabeth é, talvez, a melhor personagem deste livro, bem construída, apesar do pai, Mr. Bennet e de Mr. Darcy serem personagens igualmente fantásticas! Em geral, gosto de todas. Continuar a ler

Batman vs Superman, O Despertar da Justiça – Filme (Opinião)

Título original: Batman vs Superman, Dawn of Justice
Título no brasil: Batman vs Superman, a origem da justiça
Atores principais: Ben Affleck, Henry Cavill, Amy Adams, Jesse Eisenberg, Diane Lane, Jeremy Irons, Gal Gadot, etc
Ano de produção: 2016

Opinião: Sem aguentar mais a curiosidade, dois dias depois da ante-estreia, fui ver “Batman vs Superman – O Despertar da Justiça”. E a partir deste título é possível perceber do que se trata o filme: De uma guerra/luta entre estes dois super-heróis fantásticos (embora eu prefira, sem dúvida, o Batman). Entretanto, o filme não se trata apenas disto, afinal qualquer luta é resultado da acumulação de vários problemas, como se sabe. É aqui que entra Lex Luthor.. Desde do inicio do filme, vemos que este não é nem um pouco fã dos heróis, principalmente do Superman, Clark Kent, e por isso, ao longo do filme, vemo-lo envolvido em várias atividades, como tentar obter os restos da pedra com kryptonite que, como a maioria das pessoas sabe, é o “calcanhar de Aquiles” do Superman, deixando-o fraco e quase sem os seus poderes.
O filme começa por acompanhar Bruce Wayne a percorrer as várias ruas de gotham, enquanto que Superman, como foi visto no seu próprio filme, procura vencer a nave do seu mundo que ameaça o planeta terra, porém este acaba por destruir vários edifícios, matando milhares de pessoas, sendo que um desses edifícios pertence a Bruce. Quando este chega ao lugar do “crime”, rapidamente salva um dos seus empregados que ficou preso debaixo dos destroços, como também uma rapariga pequena que estava prestes a ser esmagada também por esses destroços. E é com este desastre todo, que Bruce começa a ganhar certo “rancor”, se não ódio, ao herói que todas as pessoas consideram ser um Deus.
Anos mais tarde, vemos Batman/Bruce, a procurar o Superman, de modo a vingar-se de tudo o que ele fez. Além disto, temos também o Alexandre Luthor, que tenta virar o Deus contra o Morcego, através de chantagem. E é aqui, no meio desta guerra, que entra a Wonder Woman.

E após tão longa descrição do filme, vamos ao que interessa… (Se não viste o filme ainda, atenção: Esta opinião pode conter possíveis spoilers, ou não) Continuar a ler

After, depois do desencontro – Anna Todd (Opinião)

brgvfdPublicação: Janeiro 2016
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722357388
Preço Editor: 17,90€
Minha classificação: 4 em 5 estrelas

Opinião: “After, depois do desencontro” (After we fell, em inglês) é o terceiro livro da série After, escrita por Anna Todd. Neste terceiro livro, continuamos a acompanhar a relação entre Hardin e Tessa, que uma vez mais, é posta à prova, através de vários problemas, e principalmente pela mudança de Tessa para Seattle, algo que Tessa evita contar a Hardin, com receio da sua reação. Mas assim que este sabe deste “segredo” que a rapariga que ama, guarda para si, fica furioso, ao mesmo tempo que recusa-se a mudar com ela. E é nisto que o livro se foca: Será que Hardin mudará de ideias?

Tal como os outros, adorei imenso este livro! Achei-o fluente, apesar de não ser tão viciante como os outros. É verdade, que o mesmo foi dito na opinião sobre o livro anterior (After, depois da verdade), e espero que nos próximos livros, a minha opinião não seja a mesma, pois para mim, o primeiro livro foi até agora o melhor. O Segundo esteve quase ao mesmo nível do primeiro, mas não chegou lá. E o Terceiro abaixo do segundo. Ou seja, para mim, aquele “factor” que nos faz ficar presos à história, tem “degradado” um pouco, apesar dos livros continuarem a ser ótimos!

Continuar a ler

Convergente – Filme (Opinião)

Título original: Allegiant
Título no brasil: Convergente
Atores principais: Shailene Woodley, Theo James, Miles Teller, Ansel Elgort, Zoe Kravitz, etc.
Gênero: Ficção Científica, Aventura, Ação.
Ano de produção: 2016

Opinião: “Convergente” é o penúltimo filme da saga “Divergente”, ou seja, a continuação dos dois filmes anteriores, “Divergente” e “Insurgente”. No primeiro filme, Beatrice Prior (Shailene Woodley) passa por uma “selecção” dentro dos Intrépidos (Dauntless), que consiste em várias fases, e no fim, esta, juntamente com Quatro (Theo James), descobre os planos da chefe dos Eruditos (Erudite), Jeanine (Kate Winslet), que em conjunto com os Intrépidos, pretendem destruir uma das facções, isto é, os Abnegados (Abnegation). No segundo filme, a acção centra-se principalmente na fuga do grupo de Tris, enquanto que Jeanine continua com outros planos, neste caso, esta procura por um Divergente “puro” de modo a “desbloquear” a caixa, que sabe-se conter um segredo muito importante, que no fim, sabemos tratar-se de uma mensagem, a declarar que os Divergentes são a salvação, e que existe vida para lá das muralhas de Chicago. Com isto, a mãe de Quatro (Tobias), mata a chefe dos Eruditos, e acaba por tornar-se a líder de todos os habitantes de Chicago, terminando assim com o sistema de facções. E neste terceiro filme, o Tris, Quarto e os seus amigos, tentam ultrapassar a muralha, e após fazerem isto, encontram um deserto, que no entanto contém um enorme complexo, escondido por alta tecnologia, onde se encontram os “fundadores” do procjeto de Chicago. E é aqui que Tris se destaca, como sendo o “procjeto” mais importante.
Não dei a melhor explicação, porque sou horrível a explicar filmes haha mas mais abaixo, irei disponibilizar o trailer legendado! Continuar a ler

After, depois da verdade – Anna Todd (Opinião)

26868687Publicação: Agosto 2015
Editora: Editorial Planeta
ISBN: 9789722356190
Preço Editor: 21,90€
Minha classificação: 4,5 em 5 estrelas

Opinião: Em “After, depois da verdade”, que é o segundo livro da série “After” de Anna Todd, continua a seguir a história/romance de Tessa e Hardin, partindo do ponto em que terminou o livro anterior. Neste livro, iremos ver como será que a relação entre ambos irá “dar a volta” ao problema que destroçou o coração de Tessa.
Porém, neste livro teremos algo diferente: Em vez de ser só narrado por Tessa, o que é que acontece no livro anterior, iremos também seguir o livro na visão de Hardin, o que considerei uma mais valia para este livro, isto é, é o principalmente ponto porque gostei tanto deste livro. Porquê? Porque acho errado que vejamos só a versão da “mulher” num livro, sendo que até mesmo fora da ficção, ou seja, na realidade, nem sempre é a mulher quem está certa no meio de uma discussão ou problema. E é algo bom, porque se não fosse este livro, eu, e provavelmente todas as outras leitoras, ficariam somente do lado da personagem feminina, como geralmente acontece em outros romances. Continuar a ler

Outlander, Nas Asas do Tempo – Diana Gabaldon (Opinião)

Publicação: 2010
Editor: Casa das letras
ISBN: 9789724619743
Preço Editor: 24,90€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas.
Goodreads Review (soon)

Opinião: Sendo este o primeiro livro, da escritora Diana Gabaldon e também desta série de livros, Outlander ou “Nas asas do tempo” acompanha a história de Claire, uma enfermeira, que após o fim da Segunda Grande Guerra Mundial, junta-se finalmente ao seu marido, Frank Randall. Ambos decidem ter uma segunda lua-de-mel, pelo que viajam até Inverness, uma pequena vila, simples ao inicio, mas que logo revela ter muitos segredos. Entre eles, um ritual, ao qual o casal decide assistir. Mais tarde, Claire decide retornar ao circulo de pedras, onde decorreu o ritual, mas logo vê-se “sugada” por uma das pedras, acordando momentos mais tarde, no mesmo lugar, mas rapidamente, após alguns acontecimentos inacreditáveis, Claire percebe então que apesar de ter acordado no mesmo lugar, não acordou no mesmo século. E é aqui que realmente começa a história: Claire, uma mulher corajosa e moderna no século XVIII, e a sua jornada junto de um grupo de escoceses, entre os quais, um jovem ruivo, Jamie, que virá mais tarde a mudar o rumo da vida dela.

Admito desde já que vi a série primeiro, mas, e para meu agrado, não mudou em nada a minha opinião sobre o livro. Adorei-o, e foi como se tivesse a rever a série, mas com mais detalhes e ainda melhor! Desde do inicio, que digo “O Livro é mesmo igualzinho à série”, o que não está totalmente errado de se dizer, sendo que vi primeiro a série. Mas se formos inverter (e sim, este é o conceito correto), a série está bastante bem adaptada! Penso que eles não deixaram escapar nada, até mesmo aqueles pequenos detalhes, que poderiam ser postos de parte. 
8409512Mas falando do livro.. Adorei-o mesmo! É verdade que o comprei em Novembro de 2014 e que desde então tenho vindo a tentar ler o livro e, antes que pensem que o problema está no número de páginas, digo-vos: O único motivo porque o li tão lentamente, e com tantas paragens, foi simplesmente o facto de ter visto a série antes e desta ainda se encontrar fresca na minha memória, pelo que não tinha muita graça ler o livro, sabendo tudo, não é? Sei que o livro pode parecer assustador pelas suas 773 páginas e letras pequenas, mas acreditem: É de leitura rápida, viciante e quando dão por vocês, leram tudo! Foi o que aconteceu comigo. Decidi retornar com a minha leitura agora em Março, sendo que não me lembrava já muito bem da história (e considerando que a segunda temporada está prestes a estrear), e li-o mais rápido do que imaginava!
As personagens são incríveis, todas têm personalidades marcantes, principalmente Claire e Jaime, apesar (e admito) do Jack Randall ser alguém que nos choca e que fica para sempre na nossa memória como um vilão marcante e complexo. A escrita é maravilhosa, tal como a história! “Viagem no tempo?” “Então o livro deve ter imensa fantasia, e não deve ser nada de especial” Mentira! A Viagem no tempo é algo que decorre (e é descrito) de uma forma incrível, que nos faz pensar “Talvez isto seja possível”. O que eu considero a melhor parte desta história, é o facto da escritora, Diana Gabaldon, não ter hesitado nem por um segundo, em descrever o século XVIII tal como ele era. Muitas pessoas talvez fiquem chocadas com a forma como os homens se comportam, principalmente com as mulheres, mas quem disse que nos séculos anteriores os homens eram idênticos aqueles em que vemos descritos em romances históricos? É isto que eu mais gosto em “Outlander”: Mostra a realidade, tal como ela é, sem exagerar, claro, tal como sem suavizar.

Não leste “Outlander” ainda? Então apressa-te a ler! E aproveita, e vê também a série, que não podes mesmo deixar de ver! (Vejam o trailer da série de televisão Outlander, logo após a sinopse)

Sinopse: “Claire leva uma vida dupla. Tem um marido num século e um amante noutro…
Em 1945, Claire Randall, ex-enfermeira do Exército, regressa da guerra e está com o marido numa segunda lua-de-mel quando inocentemente toca num rochedo de um antigo círculo de pedras. De súbito, é transportada para o ano de 1743, para o centro de uma escaramuça entre ingleses e escoceses. Confundida com uma prostituta pelo capitão inglês Black Jack Randall, um antepassado e sósia do seu marido, é a seguir sequestrada pelo poderoso clã MacKenzie. Estes julgam-na espia ou feiticeira, mas com a sua experiência em enfermagem, Claire passa por curandeira e ganha o respeito dos guerreiros. No entanto, como corre perigo de vida a solução é tornar-se membro do clã, casando com o guerreiro Jamie Fraser, que lhe demonstra uma paixão tão avassaladora e um amor tão absoluto que Claire se sente dividida entre a fidelidade e o desejo… e entre dois homens completamente diferentes em duas vidas irreconciliáveis.
Vive-se um período excepcionalmente conturbado nas Terras Altas da Escócia, que culminará com a quase extinção dos clãs na batalha de Culloden, entre ingleses e escoceses. Catapultada para um mundo de intrigas e espiões que pode pôr em risco a sua vida, uma pergunta insistente martela os pensamentos de Claire: o que fazer quando se conhece o futuro?
Um misto de ficção romântica e histórica, Outlander – Nas Asas do Tempo já foi publicado em 24 países.”

És um livrólico? Então não percas estes dois lugares!

Decidi escrever algo diferente: Um artigo com recomendações de lugares a visitar em Lisboa. Porquê Lisboa? Porque além de ser a capital, é praticamente o único lugar no país (Portugal) onde se encontra todo o tipo de lojas, museus, etc, ou seja, em Lisboa encontra-se de tudo o que se possa imaginar!
Irei dedicar-me mais a lugares que, sem dúvida, interessam aos livrólicos!

1 – BERTRAND CHIADO:

1507-1

Vê mais fotos no final deste artigo.

É, sem dúvida, a minha livraria favorita do grupo Bertrand! Para quem não sabe, e também para os mais curiosos, esta é uma das 52 livrarias da rede Bertrand. A Bertrand tem mais de dois séculos e além de ser a rede de livrarias mais antiga em Portugal. E esta Bertrand de que vos falo, foi considerada pela Guinness World Records (em 2011) como sendo a livraria mais antiga do mundo, em funcionamento. Para mais curiosidades e história sobre esta rede de livrarias, clica aqui
Continuando a falar sobre a livraria..

Continuar a ler

After #1- Anna Todd (Opinião)

25320840Publicação: Maio de 2015
Editor: Editorial Presença
ISBN: 978-972-23-5519-3
Preço Editor: 19,95€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas
Goodreads Review

Opinião: Começo esta opinião com a confirmação de algo que eu tenho vindo a dizer e que se revelou verdade depois de ler este livro: “After” é, sem dúvida, uma mistura de “Um desastre maravilho” (da escritora Jamie Mcguire) com “Fangirl” (da Rainbow Rowell). E vocês perguntam-se: “Porquê?” Primeiramente, porque desde que ouvi falar deste livro, que pensei que o livro talvez pudesse ser algo do género, e obviamente a ideia de ambos estes dois livros, anteriormente mencionados, juntarem-se num só livro, deixou-me ansiosa, curiosa.. Deixou-me num turbilhão de emoções! haha E segundo: Porque começo a opinião a dizer isto? Porque acho que é realmente importante para aqueles que consideram “After” um romance adolescente, sem nada demais. Mas enganam-se! É extremamente viciante. Continuar a ler