Outlander, A Libélula Presa no Âmbar – Diana Gabaldon (Opinião)

9789724620275Publicação: Julho/2011
Editor: Casa das Letras
ISBN: 9789724620275
Preço Editor: 24,90€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas

Opinião: “A Libélula presa no âmbar” (Dragonfly In Amber, em Inglês), penso que seja o título oficial do livro, porém nas nossas edições portuguesas (e acho que também nas brasileiras), qualquer um destes livros, tem como título em destaque “Outlander”, ou seja, este segundo livro pertence à tão famosa série de livros, da escritora Diana Gabaldon, “Outlander”, que atualmente estão a ser adaptados para televisão, como referi na opinião anterior sobre o primeiro livro (podem ver o trailer da série televisiva também nessa opinião: aqui). Sendo o segundo livro da série Outlander, este começa 20 anos mais tarde, mas ao contrário do que se pensava, não no mesmo século em que terminou o primeiro livro, mas com Claire de volta ao século XX, onde, juntamente com a sua filha Brianna, regressa a Inverness, à procura de respostas sobre o que aconteceu a Jamie, que ficou no século XVIII. E é ai que Claire decide contar todos os seus segredos à filha, que esta revela ser de Jamie e não de Frank, como Brianna pensava. Durante as 1000 páginas escritas deste livro, iremos então acompanhar a continuação da jornada de Claire, a partir dessas revelações, em que esta, juntamente com o escocês ruivo, param em Paris, com o fim de tentar impedir os Stuart de avançarem com a batalha que matou tantos escoceses. Serão eles capazes de impedir que tal coisa aconteça?
Na minha opinião, o ponto central deste livro é sem dúvida dar-nos a conhecer o que aconteceu com Jamie, e o que levou Claire a regressar ao seu século. Porém as aventuras de ambos, em vários lugares por onde vão passando, são também muito importantes. Este livro é cheio de revelações, umas chocantes, umas tristes, outras fantásticas, que sinceramente me levaram a fazer alguma pesquisar sobre tudo o que aconteceu antes e depois da Batalha de Culloden. “A Libélula Presa no Âmbar” não só é repleta de revelações, como de momentos que nos fazem “roer as unhas”, chorar, e que nos deixam curiosos e bastantes pensativos. Não sei dizer se gostei mais deste livro do que do anterior, pois ambos são bastante diferentes! No primeiro, vemos um romance entre dois adultos jovens, enquanto que neste segundo livro, vemos Claire e Jamie muito mais maduro, o que não é de admirar, tendo em conta tudo o que passaram no livro anterior.
Algo que gosto na escrita da Diana Gabaldon é, sem dúvida, a forma como ela faz com que nos sintamos envolvidos na história, com os personagens a nível sentimental, ao ponto de fazer-nos deitar lágrimas pelos olhos! Também a parte história é incrível. A forma como ela descreve tudo, ao pormenor, sem falhas, algo que está em concordância com o que aconteceu na realidade. Como fui fazer alguma pesquisa, pois adoro história, acabei por descobrir que todos os clãs mencionados na história, existiram de facto, bem como o duque de Sandringham. Saber que esta batalha foi real, que morreram mesmo imensos escoceses, só torna esta história mais fantástica, ao mesmo tempo que triste. Cheguei a sentir, por várias vezes, que estava no século XVIII. Acho que é difícil não nos envolvermos com esta história! Algo que me surpreendeu foi ter lido este livro, ao qual no inicio chamei de “calhamaço”, em apenas 8 dias, o que mostra o quão viciante, fluente e ótimo é este livro!

Até agora temos apenas 3 livros publicados em Portugal (dos quais, só me falta ler o 3º “A Viajante”), mas segundo informações que me foram passadas pela editora “Leya” (que inclui a “Casa das Letras”), o quarto livro será publicado em Julho! Em suma, são 10 os livros que compõe esta história, mas penso que só 8 ou 9 foram ainda publicados, faltando então, respectivamente, 2 ou 1 livros.
Fica, abaixo da sinopse, o trailer da segunda temporada de Outlander, que acompanhará este segundo livro! (Infelizmente, não encontrei trailer legendado)

Sinopse: “Durante vinte anos Claire Randall manteve o seu segredo. Mas agora, de férias nas majestosas e misteriosas Highlands, Claire planeia revelar à sua filha uma verdade tão impressionante como os acontecimentos que lhe deram origem: o mistério de um antigo círculo de pedras, um amor que transcende os limites do tempo e a verdadeira identidade de James Fraser, um guerreiro escocês cuja valentia levou uma Claire ainda jovem da segurança do seu século de vida para os perigos de um outro tempo. Mas um legado de sangue e desejo vai testar Brianna, a sua bela filha. A fascinante viagem de Claire vai continuar em Paris, ao lado de Carlos Stuart, na corte intriguista de Luís XV. Jamie tem de ajudar o príncipe a formar alianças que o apoiem na reconquista do trono da Inglaterra. Claire, no entanto, sabe que a rebelião está fadada ao insucesso. A tentativa de devolver o Reino aos católicos resultará num banho de sangue que ficará conhecido como a Batalha de Culloden, e deixará os clãs escoceses em ruínas. No meio das intrigas da corte parisiense, Claire enfrenta novamente um velho rival, tenta impedir o morticínio cruel e salvar a vida do homem que ama.”

Advertisements

One thought on “Outlander, A Libélula Presa no Âmbar – Diana Gabaldon (Opinião)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s