Jogos na noite – Sherrilyn Kenyon, Predador da Noite #6 [Opinião]

Capa_Jogos_da_Noite.aiTítulo Original: Night Play
Publicação:
2011

Editor: Chá das Cinco
ISBN: 9789898032966
PVP: 10,00€
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Bride McTierney está farta de homens. São reles, egocêntricos e nunca a amam pelo que ela é. Mas embora Bride tenha orgulho na sua independência, no fundo deseja o seu príncipe encantado. Apenas nunca pensou que este pudesse ocultar-se sob uma pele de lobo! Alguém tão perigoso e atormentado como Vane Kattalakis não é quem parece. Um Predador do Homem na forma de lobo, ele é um alvo a abater pelos muitos inimigos. Vane não está à procura de uma parceira, mas as Parcas marcaram Bride como sua. Agora tem três semanas para a convencer de que o sobrenatural é real ou perderá o respeito dos seus pares. Mas como é que um lobo convence uma mulher a confiar-lhe a vida quando tem inimigos na sua peugada? Num mundo tão cruel como o dos Predadores humanos, o amor fará alguma diferença?

Opinião: “Jogos da Noite” conhecemos Bride, uma lojista, cujo namorado acabou de terminar com esta. Porém, o que esta não esperava é que o homem que entra na sua loja, irá marcá-la, tanto no sentido figurado como literalmente. O que ela não sabe é que Vane é um Predador do Homem, que muda de forma para um lobo, e que é perseguido, com uma sentença de morte, o que trará também perigo para a vida de Bride.

Confesso que o tema não me agradou muito ao inicio, mas ao mesmo tempo que ia lendo, ia começando a gostar cada vez mais da história. Nunca gostei, nem gosto, de histórias sobre lobisomens, lobos e este tipo de mitos relacionados com lobos, mas este livro foi mesmo muito bom, e vi-me curiosa sobre o que aconteceria. Apesar de os acontecimentos terem decorrido rápido, achei a escrita fluente e boa.

Gostei particularmente do Vane e do Fury. Ambos predadores do Homem, mas personagens bem construídos. Com Vane, foram-me dadas várias cenas que me fizeram rir, como a dos restaurante (quem leu, sabe do que falo). E Fury simplesmente cativou-me. No inicio, ainda suspeitei que tudo o que ele fazia era apenas um representação, e que ele estava do lado dos maus, mas como Acheron intervém e defende este, deu para perceber que Fury é dos bons.

Sem deixar de mencionar Acheron, que novamente teve um destaque engraçado na história, o que me surpreendeu, sendo que Vane não é um dos seus predadores da noite. Algo que não tinha reparado antes, talvez por não ter lido como atenção a caracterização dele, é que Acheron tem cabelo comprido, vermelho e preto, o que é deveras estranho e diferente do que eu imaginava. Mesmo assim, é impossível não adorá-lo! Também a Simi, o demónio de Acheron, fez-me novamente gargalhar imenso com as coisas que ela fazia ou dizia.

Em suma, este livro foi engraçado, uma ótima leitura, e refrescante, após ler tantos livros sobre Predadores da Noite. É sempre bom variar.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s