Confesso – Colleen Hoover (Opinião)

29909444Publicação: 2016
Editor: Topseller
ISBN: 9789898839503
Preço Editor: 16,99€
Minha classificação: 5 em 5 estrelas

Opinião: “Confesso” é o quarto livro, desta tão conhecida e adorada escritora, publicado em Portugal, em que Hoover dá nos a conhecer Auburn, uma rapariga, que após 5 anos de uma enorme perda, e após mudar-se para o Texas, decide procurar um segundo emprego. Por sorte, esta passa junto ao que mais tarde virá a saber ser uma galeria de arte, e é então que conhece Owen, um jovem pintor, de apenas vinte e um anos, mas que possui quadros fantásticos, que chamam à atenção da rapariga. Rapidamente, tanto Auburn como Owen vêem-se atraídos um pelo outro, mas, como sempre acontece em romances, Owen afasta-se de Auburn, com medo de afetar a vida dela, através das suas ações, mesmo depois de saber também um ponto do passado (e presente) da vida da jovem.

Não consigo alongar-me mais nesta sinopse, pois acabaria por dar spoiler, ao desenvolvê-la mais.
Eis outro livro que li em menos de um dia. Praticamente, em 5 horas, ou nem isso. Mas o que interessa realmente é se gostei, e não se o li rápido, certo? Não é o primeiro livro desta autora que leio, e não é a primeira vez que me vejo a devorar um livro dela de tal forma! Como disse no Goodreads, a Colleen já entrou, sem dúvida, para a lista das minhas escritoras favoritas. É talvez a segunda favorita de romance, porque o primeiro lugar pertence à Lesley Pearse, claro!
Mas voltando ao livro…
Li-o realmente rápido, e talvez seja a primeira vez, que por lê-lo num só dia, não o terminei com uma sensação de “enjoou”, que até hoje costumava sentir que lia um livro num dia, porque parece que não damos tempo ao nosso cérebro para “processar” tanta informação, além de ser cansativo também. Porém este livro é tão bom, tão simples de ler e principalmente tão viciante, que nem dei pelas páginas passarem! A escrita da Colleen Hoover é realmente muito boa e vicia qualquer um desde a primeira página. Também este livro é capaz de comover qualquer um, pelo que aconteceu no passado à Auburn, tal como acontece em “Um caso perdido” (podem ver a opinião aqui, a propósito). Algo que me surpreende é a capacidade da escritora em conseguir ligar as histórias todas, de modo a que tudo faça sentido, principalmente depois de escrever tantos livros, porque, e na minha opinião claro, é notável na maioria dos escritores, que já têm muitos livros, que a escrita evolui ou que existem uns livros melhores que outros. Mas isto não acontece com a Colleen, e é isto que me faz gostar tanto dela! Já li 3 dela (este, “um caso perdido” e “amor cruel”) e é incrível como ela consegue criar histórias novas, sem se manter naquele padrão, o que eu vejo quase sempre nos livros da Lesley Pearse, por exemplo. O Romance, o romance.. Sim, ok, a parte romântica pode ser um pouco idêntica, mas se formos ver, todos os romances retratam um homem meigo e preocupado e etc. Aqui, eu refiro-me à história, ao drama em si.

Adorei imenso conhecer estes dois personagens, principalmente o Owen, que se sacrifica pelos que ama, e que me fez rir imenso! Também a Emory, a colega de quarto da Auburn, é divertidíssima. Quanto ao Trey.. Torci o nariz em relação a ele, desde o inicio. Mas mesmo assim, são personagens incríveis, inclusive o Adam, que apesar de não quase nada na história, não deixa de ser apaixonante e um personagem marcante à sua maneira.

Um dos pontos que mais gostei neste livro foi a forma como foram inseridas pinturas na história! Neste livro, não vemos só a descrição das coisas, como acontece em alguns livros. Para mim, este livro destaca-se exatamente por isso: por ter incluído nas páginas dele as várias pinturas que vão sendo mencionadas ao longo do livro. E são de tal forma fantástica, que dei por mim a pesquisar mais sobre o pintor, Danny O’Connor (que é o pintor real destas “telas”) e recomendo-vos a verem mais pinturas dele, pois a arte dele é muito apaixonante! De entre as que vi no livro, para mim a última foi a que me marcou mais, e que se pudesse comprar, comprava!
Mais abaixo irei disponibilizar algumas obras deste pintor, além das que estão no livro, porque na minha opinião, as que encontram-se no livro, devem ser vistas somente enquanto o lerem, porque assim fará sentido e irão perceber melhor o quadro.

Resumindo: Adorei imenso o livro, e depois de “Um Caso Perdido”, este livro também merece a típica frase “Mais do que 5 estrelas, 1000, infinitas estrelas” hahahaha E mesmo já tendo lido “Amor Cruel”, acho que vou relê-lo este verão, pois li-o no verão passado, e penso que não o apreciei como devia de ser, sendo que lia poucas páginas por dia ou quase nada, e acabei por esquecer um pouco a história.

dannyoconnor_2433243423_large

12bg

Sinopse: “Jovens apaixonados com demasiadas verdades escondidas. Há segredos que não devem ser revelados. Auburn Reed tem toda a sua vida planeada. Não há espaço para erros ou imprevistos. Até que, um dia, entra num estúdio de arte e conhece Owen Gentry, o enigmático artista dono do estúdio. Auburn sente, de súbito, que algo muda dentro dela e decide deixar-se levar pelo coração. Owen, contudo, guarda segredos que não quer ver revelados. As escolhas do seu passado não parecem permitir-lhe um futuro livre, e Auburn tem demasiado a perder se decidir lutar por ele. A única forma de não pôr em risco tudo o que é importante para si é deixar Owen. Confessar é tudo o que ele tem de fazer para salvar a relação de ambos. Mas, neste caso, a confissão pode ser muito mais destrutiva do que o próprio pecado.
Será o amor capaz de sobreviver à verdade?
Confesso é uma história de imenso amor e coragem, que nos faz acreditar em segundas oportunidades.
Inclui 8 páginas a cores com as ilustrações dos quadros de Owen.”

Anúncios

6 pensamentos sobre “Confesso – Colleen Hoover (Opinião)

  1. Pingback: Livros favoritos de 2016! – The Girl Who Reads Books

  2. Pingback: 9 de Novembro – Collen Hoover [Opinião] – The Girl Who Reads Books

  3. Cada vez mais tenho mais vontade de ler Colleen Hoover! O único livro dela que me chama à atenção é este, os outros não sei porquê mas não me interessam tanto, mas este parece espetacular 😀 Só que não queria “atirar-me” para o livro sem saber nada sobre a escrita dela. Ela tem algumas obras publicadas no Wattpad, uma chamada “Too Late” e depois uma história à parte que acho que está relacionada com “Um caso perdido” mas que pode ser lida como standalone, já os leste? :/

    Liked by 1 person

  4. Pingback: 1º Semestre de 2016 – 50/50 livros lidos – The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s