Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter #1) – J.K. Rowling [Opinião]

23506567Título Original: Harry Potter and the philopher’s stone
Publicação: Março 2016 (re-impressão na nova edição) 
Editor: Editorial Presença 
ISBN: 9789722325332
PVP: 13,90€
A minha classificação: 5/5 estrelas

Sinopse: “Harry Potter é antes de mais o fenómeno editorial de 1999. É-o porque demove crianças de jogos de computador e de infindáveis horas frente ao televisor. É-o porque está traduzido em cerca de 30 idiomas. É-o porque tem angariado os mais importantes prémios de literatura infanto-juvenil. É-o, por fim e entre outras inúmeras razões, porque ocupa há meses consecutivos os primeiros lugares das mais importantes listas de vendas mundiais. Mas Harry Potter, o personagem dos livros de J. K. Rowling, não é um herói habitual. É apenas um miúdo magricela, míope e desajeitado com uma estranha cicatriz na testa.
Estranha, de facto, porque afinal encerra misteriosos poderes que o distinguem do cinzento mundo dos muggles (os complicados humanos) e que irá fazer dele uma criança especialmente dotada para o universo da magia. Admitido na escola Howgarts onde se formam os mais famosos feiticeiros do mundo, Harry Potter irá viver todas as aventuras que a sua imaginação lhe irá propocionar. Um grande sucesso editorial que os mais jovens adoram e que apetece também aos adultos.”

Opinião: Já não lia Harry Potter à imenso tempo. Talvez tenha lido o último livro nos meus 14 ou 15 anos. E depois de ler “Harry Potter and the Cursed Child“, que é o oitavo livro mas em formato de texto dramático, algo despertou em mim a vontade de reler os livros de novo, e já que queria fazer a coleção desta nova, fantástica e irresistível edição de 15 anos, juntei o útil (reler) ao agradável (colecionar).

Começou assim a minha “jornada” por este mundo que marcou parte da minha infância e adolescência. Um mundo que abriu-me portas a uma realidade onde viria tornar-me neste devoradora de livros que sou hoje.
Pela primeira vez em muito tempo, decidi reler um livro, em vez de pegar num livro que tenha por ler, e foi realmente uma sensação muito boa. Foi, principalmente, bom reviver as aventuras deste “rapazinho” de óculos e com uma cicatriz na testa. Acho que o facto de reler o livro agora em idade adulta, permitiu-me ver este primeiro livro de uma forma totalmente diferente, e de certe modo, consegui desfrutar muito mais da escrita de J.K. Rowling, ao mesmo tempo que senti uma nostalgia enorme pelo tempo em que brincava com os meus amigos, em criança, “à” Harry Potter. Claro que eu tinha que ser a Hermione Granger, haha

Se na altura em que li os livros, pela primeira vez, gostei e fiquei totalmente encantada com este mundo mágico que a autora nos traz, ao reler, consegui ter um segundo olhar sobre coisas que, de certeza de que quando o li em criança, não achei que fosse muito importante e de certa forma marcante.

É uma coisa que recomendo imenso a todos os que adoram Harry Potter e que leram este gfdúltimo livro lançado, à pouco menos de três semanas: Recomendo relerem a série, se assim tiverem vontade, pois não importa a nossa idade, Harry Potter é para todas as gerações, e a cada re-leitura que fizermos, iremos descobrir novas coisas, às quais não prestamos atenção, entre outras coisas.

Relativamente ao livro em si… Adorei ter terminado de ler um livro, em que Harry Potter é muito mais velho, e depois ter voltado atrás e ter pegado neste primeiro livro, que me levou de volta ao tempo do Harry de 11 anos. Obviamente, que depois de ler o livro, vi o filme também, e tudo isto em conjunto tornou esta re-leitura muito mais especial. Há personagens às quais não prestei muita atenção, quando li o livro pela primeira vez (este em especial), mas que depois de ler toda a série, não me são indiferentes, como o Severus Snape ou até mesmo uma “simples” coruja como a Hedwig.
Honestamente, quando li os livros, a escrita de Joanne Rowling não me chamava muita atenção e li os livros principalmente pelo mundo em si. Mas hoje, consegui ver nessa escrita algo de especial, pois não é qualquer um escritor que consegue fazer descrições que nos levem a imaginar tudo ao ínfimo pormenor e até a levar-nos a Hogwarts através da nossa mente.

Dizer que estou ansiosa por reler os próximos, é pouco. Entretanto, comprei os dois livros seguintes “Harry Potter e a Câmara dos Segredos” e “Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban”. A quem estiver a procurar os livros (nesta nova edição), não deixem de aproveitar a promoção do Continente, com 40% de desconto imediato em toda a série (a decorrer até 15 de Agosto). E como não podia deixar de ser, agora entrei numa “reading slump”, ou ressaca literária, e ando há não sei quanto tempo sem saber o que ler, porque Harry Potter é Harry Potter e depois de lermos os livros, é normal que sintamos que não iremos ler nada igual ou melhor.

Advertisements

3 thoughts on “Harry Potter e a Pedra Filosofal (Harry Potter #1) – J.K. Rowling [Opinião]

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s