Queen of Shadows (Throne of Glass #4) – Sarah J. Maas [Opinião]

18006496Publicação: Dezembro-2015 
Editor: Bloomsbury 
ISBN: 9781619636040 
PVP: N/A – Variável de site para site – Compra-o em www.wook.pt
A minha classificação: 5/5 estrelas

[Atenção: Esta opinião contém spoilers para quem não leu o “Throne of Glass”, “Crown of Midnight”, “The Assassin’s Blade” e “Heir of Fire” porém não darei spoilers deste livro em questão]

Sinopse (tradução pt-br aqui): Everyone Celaena Sardothien loves has been taken from her. But she’s at last returned to the empire-for vengeance, to rescue her once-glorious kingdom, and to confront the shadows of her past… She has embraced her identity as Aelin Galathynius, Queen of Terrasen. But before she can reclaim her throne, she must fight. She will fight for her cousin, a warrior prepared to die just to see her again. She will fight for her friend, a young man trapped in an unspeakable prison. And she will fight for her people, enslaved to a brutal king and awaiting their lost queen’s triumphant return. Celaena’s epic journey has captured the hearts and imaginations of millions across the globe. This fourth volume will hold readers rapt as Celaena’s story builds to a passionate, agonizing crescendo that might just shatter her world.

Opinião: Continuo a perguntar-me… Como é possível uma série tornar-se melhor de livro para livro? Não que este ultrapasse The Assassin’s Blade para mim, em termos de favorito, mas é sem dúvida o melhor da série em termos de qualidade num todo. Novamente: Não é porque é o melhor, que tem que ser o meu favorito, e vice versa. Então, até agora, Queen of Shadows é o melhor da série, pois ainda não li Empire of Storms e não sei quando o farei. Esta dúvida persiste pois o 6º e final livro da série seria publicado em Setembro deste ano, portanto tinha decidido ler só em Agosto, porém, devido a problemas de saúde da autora, a publicação do livro final foi adiada para Maio de 2018. Triste não é? Por isso, desisti de estabelecer uma data para ler isto, mesmo sabendo que termina num cliffhanger horrível (não sei é qual é, ufa, ainda bem). Mas bom, não é disto que vim falar hoje. Só achei que deveria partilhar a notícia, pois se estão a ler esta opinião, é porque são fãs da SJM, de certeza!

Sobre este 4º livro… BLOODY FANTASTIC. Será que a imaginação e talento desta mulher não tem fim? Bom, realmente não quero saber. Só quero que ela não pare de escrever, porque as ideias, a história, tudo é fantástico, mas uma boa história só é bem transmitida se o autor souber pô-la em palavras de uma forma fantástica. E é isso que a SJM faz, MAIS UMA VEZ!
Este livro foi tão tão bom. Depois da dificuldade que Heir of Fire foi, Queen of Shadows foi
uma leitura fácil… Já me sentia mais habituada ao novo mundo, aos novos personagens (Aedion, Rowan, Manon <3). E o melhor que tudo? Temos personagens de The Assassin’s Blade de volta a este livro e foi tão bom revê-las mas ao mesmo tempo, TÃO DOLOROSO. Heir of fire foi mais complicado por ser uma expansão do que conhecíamos, por termos que assimilar muita coisa. Este quarto livro foi mais fácil, melhor, mil vezes melhor, porque temos a Aelin/Celaena de volta a Adarlan, assim como muitos outros personagens. Temos muito mais perigo, ação. Temos muitas descobertas, muita coisa a acontecer e… Ainda estou a tentar assimilar algumas coisas, mesmo após quase um mês de ler este livro… Havia coisas que simplesmente não esperava. Coisas boas e coisas más. Coisas surpreendentes e chocantes. Coisas que simplesmente cairam como bomba atrás de bomba. Mas a ação? Foi sem dúvida a melhor parte deste livro. E o final? FANTÁSTICO *Aplausos para a imaginação de talento da SJM*51qiucgl8hl-_sy344_bo1204203200_3

Mas este livro foi doloroso, porque temos tantos pormenores relacionados a The Assassin’s Blade, dai ter dito que o deveriam ler pelo menos antes deste quarto livro. O Sam… Oh Sam *cries*. Dei por mim a chorar uma vez mais, porque sim, eu emociono-me imenso com livros, principalmente quando se tratam dos meus personagens favoritos, e passar pelo processo de luto uma vez mais… Mas digamos que a história em relação a ele tem um desfecho tão lindo e heartbreaking neste livro e não poderia ficar mais feliz pelo que a SJM escreveu em relação a ele. Mas paremos de falar do Sam Cortland, porque já deu para perceber a minha obsessão por este personagem. </3

Cada livro da série tem sido melhor que o seu anterior e por isso as minhas esperanças para Empire of Storms são altas, apesar de Queen of Shadows ser o favorito de todos, por motivos compreensíveis, pois afinal temos muitos reencontros, muitos personagens de regresso, muita coisa a acontecer. E claro, quase me esquecia de uma parte que tornou este livro ainda melhor: As bruxas. Em HoF não percebi muito bem o papel delas na história mas neste livro… Adorei-as imenso, principalmente Manon que é uma personagem fantástica e badass. Aliás, todas as personagens femininas de ToG são badass, à sua maneira.
Heir of Fire falhou um pouco em certos pontos, mas Queen of Shadows veio corrigir e melhorar tudo o que falhou e eu adorei. É com orgulho que digo que esta é sem dúvida uma das minhas autoras favoritas, assim como a série (ACOTAR ocupa também o mesmo lugar).

Anúncios

Um pensamento sobre “Queen of Shadows (Throne of Glass #4) – Sarah J. Maas [Opinião]

  1. Pingback: Leituras de Janeiro [2017] – Wrap-Up – The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s