A Rainha Subjugada (The Plantagenet and The Tudor Novels #11) – Philippa Gregory [Opinião]

17458023_1391092204247225_5168259659799689993_nTítulo Original: The Taming of the Queen
Publicação: Abril-2017
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896579012
PVP: 19,95€ – Compra-o em www.wook.pt 
A minha classificação: 4/5 estrelas

Sinopse: Intriga, ambição, poder, amor e história, com uma pesquisa rigorosa e contada de forma soberba sobre Catarina Parr.
A última e sexta mulher sobrevivente de Henrique VIII. Uma mulher forte, intelectual, culta e de uma beleza cativadora.
Novo livro da série Os Tudor, de Philippa Gregory, a escritora consagrada e mais lida do romance histórico em todo o mundo.

Opinião: Iniciei este livro completamente entusiasmada e terminei-o… bastante surpresa. Surpresa num bom sentido. Para alguém que goste de história, como eu, este livro é como um doce para os mais gulosos. Decidi dizer que fiquei surpresa no final de tudo, pois apesar de me considerar “culta” no que toca a história da dinastia Tudor, não fazia ideia de muita coisa que aconteceu durante os últimos anos de Henry VIII, tal como não dava muita importância a quem Kateryn Parr havia sido (para além da 6ª e última mulher de Henry VIII). Isto não é um romance histórico, de forma alguma. Para mim, isto é um livro repleto de história e informações para os mais ávidos e curiosos, como eu. Mas não deixa de ter aquele romance proibido pelo meio, assim como não deixa de ter alguma fição, pois imaginem só a dificuldade da autora em reunir a maioria da informação que surge neste livro.
Kateryn Parr (ou Catarina), a última rainha consorte do tirano que assassinou duas anteriores mulheres, foi uma total surpresa para mim. Não sabia nem 10% do que a autora me foi apresentando ao longo das páginas. Esta é mais do que apenas uma mulher que teve de abandonar o seu amado e casar com o rei de Inglaterra. É a mulher que sobreviveu e que uniu uma família real separada por mães diferentes.
Philippa Gregory vem mais uma vez mostrar-nos o reinado de Henry VIII pela visão da sua mulher, sem desiludir. A sua escrita é incrível: agarra-nos, faz-nos devorar página atrás de páginas, avidos por mais informações, por mais história. Até mesmo a parte religiosa da história, que foi um dos pontos mais desenvolvidos neste livro, torna-se interessante, principalmente para mim que não sou muito fã de religião. Embora tenha-se tornado cansativo, a certo ponto, de ler tanto sobre protestantes, Deus, pregadores (o que é demais, enjoa, como se costuma dizer), gostei de saber mais sobre esta fase da história, em que Inglaterra estava dividida e ainda a caminho de concluir a sua reforma. De inicio não percebia o porquê da rainha estar envolvida neste assunto, mas rapidamente apercebi-me que Kateryn foi uma figura histórica incrível e que contribui bastante nesta fase histórica de Inglaterra.
Algo que não esperava era ver o quão “mau”, arrogante e tirano era Henrique. Cheguei a ficar chocada com a forma crua como a autora decidiu apresentá-lo neste livro. Conhecia a sua história completa apenas pela série The Tudors, tendo só lido dois livros (ainda) da autora que envolvem este rei, pelo que percebi que era um rei que nada de bom tinha, que era louco e um perigo para a sua corte, o seu país e até mesmo para a sua família.

Como “fanática” por história, principalmente por esta dinastia, por mim ficaria aqui um dia inteiro a falar sobre este livro hehe. Não é um livro extremamente fácil de ler, pois são dadas imensas informações ao longo das páginas, por isso há a necessidade de assimilar toda essa história. Mas num todo, isto não é um ponto negativo pois foi um livro que adorei, tal como esperava adorar. É aqui que vemos os últimos anos do maior tirano de Inglaterra, pelos olhos de uma mulher que acabei por admirar imenso ao longo do livro. É um livro também chocante em certas partes, pois desconhecia muita coisa que tinha acontecido. A única coisa que poderia ter tornado este livro melhor era não haver tanto desenvolvimento a nível de religião, na minha opinião.
É um livro que recomendo e que nenhum fã incondicional de história, e desta época, pode perder!

Uma leitura com o apoio de500_9789892336435_confia_em_mim

Anúncios

Um pensamento sobre “A Rainha Subjugada (The Plantagenet and The Tudor Novels #11) – Philippa Gregory [Opinião]

  1. Pingback: Leituras de Abril [2017] – Wrap-Up – The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s