Quando a Amizade me Seguiu Até Casa – Paul Griffin [Opinião]

Liv60710022_f.jpgTítulo Original: When Friendship Followed Me Home
Publicação: Julho de 2017
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722360043
PVP: 12,90€ – Compra-o em www.presenca.pt ou em www.wook.pt 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Ben é órfão, tem doze anos e nunca foi bom a fazer amigos. Depois de ter conhecido sucessivas famílias de acolhimento, está consciente de que as pessoas se podem afastar de um dia para o outro. Ben gosta de passar o seu tempo a ler livros de ficção científica. Porém, tudo muda na sua vida quando resgata um rafeiro que encontrou nas traseiras da biblioteca de Coney Island. Flip, o cãozito, leva-o a travar amizade com uma rapariga chamada Halley – sim, o mesmo nome do cometa.

Halley também devora livros e convence Ben a escrever um romance com ela. À medida que a escrita do livro avança, Ben vê-se confrontado com uma série de peripécias e com o significado da amizade e da família.

Uma história adorável que emociona e encanta qualquer leitor.

Opinião: “When Friendship Followed Me Home”, em inglês, foca-se principalmente na amizade que surge entre dois pré-adolescentes, Halley e Ben, quando este último resgata um cão. Fofo é o melhor adjetivo para se aplicar a esta história. É um pouco triste e ao mesmo tempo bonita, mas é sobretudo uma história fofa, que conquistará facilmente qualquer leitor.

E eis o que ele fez durante todo o dia, depois de a mãe ter ido para o trabalho. Nada. À exceção de ter ido ao meu cesto de roupa suja e tirado todas as cuecas cá para fora. Fez um monte com elas na entrada e ficou a suspirar, com os olhos na porta o tempo todo, até que  ̶  e isto é uma coisa maluca  ̶  se pôs num frenesim, a arranhar a porta uns cinco minutos antes de eu meter a chave na fechadura, como se tivesse Perceção Extrassensorial de que eu estava a caminho de casa.

Ao contrário do que pensava, a história não é sobre o cão mas sim sobre a influência e mudança que este traz para a vida de Ben. Por isto, o livro torna-se único e especial. Encontramos aqui a amizade entre uma rapariga, um rapaz e um cão e a forma como todos se apoiam uns aos outros. O cão é simplesmente querido e todos os comportamentos que Ben vê o cão ter, facilmente fizeram-me sorrir, pois quem tem um companheiro de quatro patas em casa, assim como eu, irá de certeza ver que afinal não é apenas o seu amiguinho que adora meias, por exemplo hehehe

Post.jpg

 

A escrita de Paul Griffin é leve e fluída, ideal sobretudo para o público mais jovem, mas este livro irá certamente fazer sorrir qualquer um, assim como me fez sorrir a mim. É um livro que tem uma história bela, mesmo com o seu final não tão positivo, que conquistará o coração de muitos leitores! Não se trata de mais um “Marley e Eu”, caso estejam a pensar nisso, mas sim de uma história sobre uma amizade únicas entre dois seres humanos e um amigo de quatro patas.
Desta vez, podem julgar o livro pela capa, pois tal como esta é lindíssima, também o interior do livro o é!

Para mais informações do livro “Quando a Amizade me Seguiu Até Casa”, clica aqui

Uma leitura com o apoio depresença

Anúncios

Um pensamento sobre “Quando a Amizade me Seguiu Até Casa – Paul Griffin [Opinião]

  1. Pingback: Literatura | Leituras de Junho e Julho — 2017 | The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s