Literatura | “Uma Mulher em Fuga” de Lesley Pearse — Opinião

11.1Título Original: Rosie
Publicação: 11 de Julho de 2017
Editora: Edições ASA
ISBN: 9789892339405
PVP: 16,90€ – Compra-o no site da editora em www.leyaonline.com ou em www.wook.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Somerset, 1945
Sob o olhar negligente do pai, Rosie definha na quinta onde vive. Sujeita aos maus-tratos dos meios-irmãos, Seth e Norman, e sem uma mãe para a proteger (há muito que desapareceu), a sua vida é dura e solitária. Mas no dia em que chega a governanta, Heather Farley, tudo parece mudar. Heather depressa se torna uma amiga… e até uma mãe…
Mas a alegria revela-se passageira, pois Heather desaparece misteriosamente, deixando para trás o filho, Alan, e frustrando todas as esperanças de Rosie num futuro melhor. Mas só quando o irmão de Heather, Thomas, aparece na quinta é que Rosie descobre a terrível verdade sobre a sua própria família… e finalmente ganha coragem para fugir. Mas o mundo que a espera lá fora, infelizmente, não é menos cruel. De Bristol ao Sussex, do Sussex a Londres – Rosie tudo faz para dar um novo rumo à sua vida. Mas será ela capaz de escapar à fúria vingativa de Seth?
Lesley Pearse, autora tão querida dos leitores portugueses, volta a encantar-nos com esta história dilacerante sobre a família e os segredos medonhos que pode esconder…

Opinião: Provavelmente, se não fosse Lesley Pearse, este seria um livro de 4 estrelas, mas sendo uma das minhas autoras favoritas de sempre é me impossível não dar 5, mesmo esta história não sendo a melhor da autora que li até à data.

A protagonista e toda a fase de trabalhar numa espécie de hospício foi a melhor parte do livro, sem dúvida. Pela primeira vez em algum tempo num livro de Pearse não senti que a narrativa estava a estender-se demasiado numa determinada fase da protagonista. Considero esta a melhor fase do livro, inclusive, e o que a procede, claro. Depois de conhecer Donald e outros personagens ganhei uma nova ou mais evoluída visão sobre pessoas doentes ou com deficiências: são pessoas que merecem ser tratadas com o mesmo respeito com que se trata uma pessoa sem esta “peculiaridades” assim como são pessoas que com os cuidados certos poderão ter um dia uma vida como qualquer outra pessoa. É um assunto delicado, ao meu ver, mas que Lesley Pearse abordou na perfeição. Adorei realmente ter acompanhado esta fase da vida da protagonista, pois Rosie tem apenas 15 anos e, no entanto, é uma das personagens mais fortes que a autora já criou de entre os livros que li.
A adoração de Rosie por jardinagem é também algo que adorei. É uma profissão nova, de entre as que as protagonistas de Lesley tiveram, e cuja evolução adorei acompanhar. É impossível não imaginar os magnificos trabalhos desta e não nos sentirmos inspirados a criar algo assim também. 

O romance é algo que fica mais em segundo plano. Não posso dizer que o tenha adorado e que tenha torcido com muito entusiasmo por algum personagem masculino com Rosie, mas Thomas deixou-me intrigada desde o inicio. Gostaria de ter visto uma melhor evolução da relação entre este e a protagonista, pois senti que do nada esta lembrou-se que afinal gostava de Thomas. Já a relação que esta tem, anteriormente, com Gareth tem alguma base e construção. Mas gostei de como as coisas terminaram entre Rosie e Thomas.
Algo de que senti falta foi o passar dos anos, que é já algo normal nos livros desta autora. Acompanhamos Rosie dos 14/15 aos 17 anos mas não muito mais além disso. Temos apenas um vislumbre desta alguns anos mais tarde mas já no fim. Mas mesmo assim, gostei de acompanhar este curto tempo da Rosie. Não há muitos pormenores, muita ação, o que por um lado até é bom. Senti que houve alguma quebra do padrão que tenho vindo a encontrar em livros anteriores, algo que me fez adorar ainda mais este livro.

Num geral, este é mesmo um livro de 4 estrelas, por ter em falta alguns aspetos de que gosto na escrita de Lesley Pearse. Mas como já disse, dou 5 por ser escrito por ela. Não é a história mais forte a nível emocional, que nos deixe de coração apertado como “Segue o Teu Coração”, mas é um ótimo livro, bastante refrescante e diferente para quem procura fugir ao padrão habitual da autora.

Uma leitura com o apoio deASA

Anúncios

4 pensamentos sobre “Literatura | “Uma Mulher em Fuga” de Lesley Pearse — Opinião

  1. Pingback: Literatura | Leituras de Agosto e Setembro — 2017 | The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s