Literatura | “Espada de Vidro” (Rainha Vermelha #2) de Victoria Aveyard — Opinião

21557639_1612301158792994_729993383922515208_nPublicação: 20 de Outubro de 2017
Editora: Saída de Emergência
ISBN: 9789897730818
PVP: 18,80€ — Compra-o em www.saidadeemergencia.com ou em www.wook.pt
A minha classificação: 3 em 5 estrelas

Sinopse: O novo e eletrificante capítulo da série Rainha Vermelha intensifica a luta de Mare Barrow contra a escuridão que cresceu na sua alma…

O sangue de Mare Barrow é vermelho mas a sua capacidade Prateada, o poder de controlar os relâmpagos, transformou-a numa arma que a corte real tenta controlar. A coroa acusa-a de ser uma farsa, mas quando ela foge do príncipe Maven – o amigo que a traiu –, Mare faz uma descoberta surpreendente: ela não é a única da sua espécie.
Perseguida por Maven, Mare parte para descobrir e recrutar outros combatentes Vermelhos e Prateados que se juntem à batalha contra os seus opressores. Mas Mare encontra-se num caminho mortífero, em risco de se tornar exatamente no tipo de monstro que está a tentar derrotar.
Será que ela vai ceder sob o peso das vidas exigidas pela rebelião?
Ou a traição e a deslealdade tê-la-ão endurecido para sempre?

Opinião: Tinha começado a ler o livro em inglês, quando soube que o livro seria lançado em Portugal, algo que foi totalmente inesperado devido ao tempo que havia passado desde o lançamento do primeiro livro. Mas o que conta é que chegou finalmente ao nosso país!

E que mix feelings este livro criou em mim. Se por um lado, o inicio deste e parte da ação da história é desenvolvido exageradamente de forma lenta, por outro lado, o final deste livro foi ótimo, o que compensou um pouco os capítulos iniciais deste.

Devo dizer que esperava encontrar guerra, imensa ação, mas todo o “plot” girou em torno dos sanguenovos. Teria sido ótimo se a autora tivesse decidido abordar outros pontos da história, dado o potencial que este segundo livro tinha, depois dos acontecimentos finais de “Rainha Vermelha”. Mais de metade do livro pareceu um labirinto sem fim. Algumas coisas no livro confundiram-me também, principalmente algo que acontece mais para o final, que posso dizer (sem mencionar nomes) que trata-se da morte de um personagem. Senti que faltava algo e ao reler imensas vezes essa “declaração” de morte, fiquei sem entender como é que tal personagem morreu, dado que não vemos este acontecimento descrito por Mare. Foi como se esse “algo” tivesse sido cortado.

O romance entre Cal e Mare era algo que gostava de ter visto aparecer mais pontualmente, mas parece que livros deste género literário seguem sempre este padrão, de focar-se na revolução e na protagonista, então não vejo isto como um ponto fraco mas algo normal em livros de fantasia. É, no entanto, algo que espero ver mais desenvolvido no terceiro e quarto livro da série (este último ainda irá ser lançado) pois são um casal que adoro.

Imagem relacionada

Gostei bastante deste livro, ao mesmo tempo. A ação final é mesmo muito boa e deixou-me completamente agarrada ao livro até o terminar. Adorei ver os poderes de sanguenovos que foram surgindo ao longo da história. Algo que reparei é que muitos leitores não sentem empatia por Mare mas eu gosto bastante dela. Acho que é uma personagem real. Tem defeitos e tem virtudes, como qualquer pessoa. Não foi a típica protagonista que consegue tudo e que é adorada por todos, pormenor que gostei neste livro, por torná-la diferente de heroínas como Katniss (The Hunger Games) e Tris (Divergente).
Neste livro temos ainda mais mortes, algumas que me entristeceram, outras que me alegraram (muahaha) mas neste ponto, “Espada de Vidro” foi equilibrado e os capítulos finais são realmente bons. Só espero que o terceiro livro seja realmente melhor que este, como dizem. Se tivermos uma ação inteira como estas páginas finais, será de certeza o meu livro favorito.

Mal posso esperar pelo lançamento do terceiro livro por cá, que já se encontra publicado lá fora pelo nome de “King’s Cage” (“A Prisão do Rei” no Brasil). Com este final, a curiosidade para o que se sucede é muita, sem dúvida.

Uma leitura com o apoio desaida de emergencia

Anúncios

Um pensamento sobre “Literatura | “Espada de Vidro” (Rainha Vermelha #2) de Victoria Aveyard — Opinião

  1. Pingback: Literatura | Leituras de Outubro e Novembro — 2017 | The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s