Literatura | “Frankenstein” (Os Livros estão loucos #5) de Mary Shelley — Opinião

frankenstein1Título Original: Frankenstein
Publicação: Janeiro de 2018
Editora: Guerra&Paz
ISBN: 9789897023460
PVP: 13,90€ — Compra-o em www.wook.pt ou no site da editora em www.guerraepaz.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Foi no estranho ano de 1816, o «ano sem verão», que a escritora Mary Shelley, depois de um sonho – ou seria um pesadelo? -, deu vida ao terrível monstro num pequeno conto, que, mais tarde, desenvolveu. Em janeiro de 1818, Frankenstein, a primeira obra de ficção científica da história, chegou às livrarias e… o mundo nunca mais foi o mesmo.
Esta é a história de VICTOR FRANKENSTEIN, um estudante jovem e brilhante que, um dia, descobre o segredo da origem da vida e decide criar um novo ser. Mas a criatura é feiíssima. Revoltado, o monstro persegue o criador até aos confins do mundo. Quem sobreviverá ao confronto final?

Opinião: De toda a coleção, “Frankenstein” é, sem dúvida, o meu livro ‘louco’ preferido. A história não me parecia tão apelativa como as dos livros anteriores, pela sinopse, porém à medida que a ia lendo, dei por mim a adorar este rapaz e o seu monstro!

São ambos personagens que conheci melhor na série televisiva “Penny Dreadful”. Adorei de facto conhecê-los e à sua história com perseguições sem fim, mas sinto que é neste livro que fiquei a saber mais detalhadamente a forma como tudo começou. Fiquei bastante intrigada pelo que aconteceria e quem sairia vivo deste mundo criado por Mary Shelley, cuja imaginação me cativou imenso ao virar de cada página.

Esta é uma aventura com sangue, perseguições e muito drama, que nos deixa curiosos desde o inicio sobre o que sucederá. Algo que gostei neste livro foi o pormenor de que nenhum dos protagonistas é inocente. Não é possível defender um deles, pois ambos erram de alguma forma: Frankenstein por ser ambicioso e ultrapassar barreiras perigosas, e o seu monstro por procurar vingar-se de algo que o seu criador lhe fez, tornando-se assim num monstro interiormente, quando já muitos o temiam pelo seu exterior. É uma história de facto interessante, que devorei num abrir e fechar de olhos, pela existência de todo este drama e ação!

Depois de ler este livro, é óbvio que irei querer explorar melhor o mundo genial e chocante que Mary Shelley criou, com a leitura do clássico original.
“Frankenstein”, contado tipo aos jovens, acaba por ser uma edição lindíssima de um ótimo clássico, que vos irá agarrar por completo desde a primeira página!

Uma leitura com o apoio deguerra e paz editora

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s