Literatura | “Não é Bem Namorar” (Not Quite #1) de Catherine Bybee — Opinião

Não é bem NamorarTítulo Original: Not Quite Dating 
Publicação: Janeiro de 2018
Editora: Bertrand Editora
ISBN: 9789722534970
PVP: 16,60€ — Compra-o em www.wook.pt ou em www.bertrand.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Jessica, empregada de mesa e mãe solteira, é uma mulher prática e cautelosa. O seu foco é o filho e não quer namorados. A menos que fosse um homem rico, que pudesse dar estabilidade e conforto à família.
Quando lhe aparece Jack Morrison, um bonitão de cair para o lado mas que parece andar sempre falido, Jessica resiste.

Na verdade, herdeiro de um hotel de luxo, Morrison está habituado a que se aproveitem de si. Por isso esconde a sua identidade e oferece-se para ajudar Jessie a encontrar um namorado rico.
Mas será que esta brincadeira parva o vai fazer perder a mulher que ama?

Opinião: Catherine Bybee é uma daquelas autoras que conhecia pelos seus vários romances bastante conhecidos mas que nunca me atraiam o suficiente para que os lesse. Porém, ao ser-me feita esta sugestão de leitura, após ler a sinopse, vi-me completamente viciada nesta história: isto quando ainda não tinha eu começado a ler o livro!

A escrita de Catherine surpreendeu-me imenso, por não esperar algo para além de um romance simples. Não só a sinopse era cativante, como a sua escrita e imaginação prenderam-me facilmente à história de Jessica e Jack. Inicialmente, soava-me a uma história cliché, mesmo estando eu bastante curiosa e entusiasmada, mas a autora conseguiu transformar este romance-cliché em algo surpreendentemente fantástico e envolvente. Autoras que me vieram à cabeça, quer pelo estilo de história e personagens, quer pela forma como me prendem ao seus livros, foram Jennifer L. Armentrout e Elle Kennedy. Catherine Bybee conseguiu agarrar-me da mesma forma incrível, a esta história lindíssima e divertida que “Não é bem namorar” apresenta, que estas duas escritoras conseguem.

O que poderia ser uma história cheia de clichés, torna-se numa narrativa simplesmente refrescante, ideal para nos acompanhar durante horas a fio, sem que precisemos de uma pausa, para desenjoar, pois é impossível enjoar de uma história que nos diverte e nos deixa a querer mais deste mundo. E de facto foi o que aconteceu: não conseguia parar de ler este livro e nas pequenas pausas que fazia, só pensava nele! (haha)
Adorei imenso esta ideia do homem rico que faz passar-se por pobre, para perceber se no fundo a mulher que ama gosta dele por ele e não pelo dinheiro. É uma ideia já usada imensas vezes mas que nunca perde a piada e que neste livro surgiu de forma divertida e viciante.

“Not Quite Dating”, em inglês, acabou por ser ainda melhor do que eu pensava. Mesmo sendo altas as minhas expectativas para este romance, estas foram superadas. Irei, com certeza, começar a seguir os romances desta autora, daqui em diante!

Uma leitura com o apoio deBertrand

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s