Literatura | “Imperatriz” (Empress #1) de Mark Millar e Stuart Immonen — Opinião

38603697.jpgTítulo Original: Empress 
Publicação: 2 de Março de 2018
Editora: G. Floy Studio Portugal
ISBN: 9788416510573
PVP: brevemente — Compra-o em wook (brevemente) ou à editora por e-mail (gfloy.portugal@gmail.com)
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Imaginem que estão casados com o pior vilão do universo. E que eles vos mataria se tentassem deixá-lo, mas vocês têm mesmo de fugir para salvar os vossos filhos… Bem-vindos a um dos space-operas mais cheios de acção de sempre – uma aventura que vai atravessar galáxias atrás da Rainha Emporia e da sua jovem família, enquanto eles lutam para sobreviver e escapar a um ditador sanguinário que quer vingança. Fugindo da brutalidade e opressão do seu marido, o Rei Morax, Emporia leva os seus filhos e escapa do palácio que se transformou na sua prisão, arriscando atravessar os mais perigosos ambientes alienígenas e zonas de guerra interplanetárias. Acompanhada pelo seu leal guarda-costas Dane, pelo ex-militar Tor e com a ajuda do teleportador Nave, a Família Real inicia a sua fuga pelo espaço, mas Morax e o seu exército não recuarão ante nada para os capturar e executar! Conseguirão Emporia e os seus filhos escapar ao monstro a que chamam marido e pai, ou estarão à mercê de uma traição que os entregará nas mãos de Morax?

Opinião: Mal pus os olhos na capa de “Empress”, sabia que o teria que ler. Quaisquer expectativas que tivesse, em relação a este primeiro volume, foram superadas, pois Stuart Immonen vem ilustrar uma história repleta de ação e perigo, de uma forma completamente viciante.

É de facto um dos meus livros favoritos até hoje lançados, pela G. Floy. Não só o mundo e o estilo de história lembram-me SAGA, vindo consolar um pouco esta fã que quer tanto o próximo volume (haha), como as ilustrações conjugam na perfeição com o tipo de ação e drama.

O que mais gostei em “Imperatriz” foi, sobretudo, o começo da história dar-se exatamente no momento em que Emporia foge de Morax, o vilão de toda a história. Não temos uma introdução muito longa e, na verdade, não vejo necessidade para tal. Tudo o que temos para conhecer do mundo, vamos desta aventura e é dessa forma que realmente gosto de explorar um mundo como este.

Não podia deixar de mencionar outro aspeto que adorei nesta banda desenhada: o ‘plot-twist’ que acontece já quase no final. Confesso que não esperava mesmo pelo que viria a ser relevado. Fiquei surpresa ao máximo e gostei imenso de conhecer a verdade por de trás de Emporia. Tal revelação só veio deixar-me ainda mais curiosa para ler a continuação, que espero que não demore muito a sair, porque Mark Millar conseguiu criar um mundo e um drama genial e totalmente cativante!

Os fãs de SAGA irão adorar tanto a história de Millar como a arte de Immonen, tenho a certeza, afinal tem os ingredientes perfeitos de que tanto gostamos na série de Brian K. Vaughan: um pouco de romance, muito drama e ação e, principalmente, personagens carismáticos.

Uma leitura com o apoio deGFloy

Anúncios

Um pensamento sobre “Literatura | “Imperatriz” (Empress #1) de Mark Millar e Stuart Immonen — Opinião

  1. Pingback: Literatura | “O Legado de Júpiter” (Vol. 1: Luta de Poderes, #1-5) de Mark Millar e Frank Quitely — Opinião | The Girl Who Reads Books

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s