Literatura | “Os Humanos” de Matt Haig — Opinião

39715980Título Original: The Humans 
Publicação: Abril de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898869821
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: E se a terra fosse o planeta mais absurdo do universo?

O professor Andrew Martin, génio matemático, acaba de descobrir a chave para os maiores mistérios do Universo. Ninguém sabe do salto que isto representará para a Humanidade… exceto seres evoluídos de outro planeta. Determinados a impedir que esta revelação caia nas mãos de uma espécie tão primitiva quanto os humanos, estes seres enviam um emissário para destruir as provas. E é assim que um alien intruso, completamente alheio aos costumes, chega à Terra. Rapidamente, ele descobre que os humanos são horrendos e têm hábitos ridículos — comida dentro de embalagens, corpos dentro de roupas e indiferença por trás de sorrisos… Esta espécie não faz sentido!

Durante a sua missão, sob a pele e identidade de Andrew Martin, este alien sente-se perdido e odeia todos os terráqueos. Exceto, talvez, Newton, um cão. Contudo, quanto mais se envolve com os que o rodeiam mais fica a perceber de amor, perda, família; e de repente está contagiado: será que afinal há qualquer coisa de extraordinário na imperfeição humana?

Opinião: Este é mais um fantástico livro de Matt Haig, algo que não me surpreendeu, pois não esperava outra coisa deste autor, cujo o talento para criar histórias é fenomenal.

Tal como aconteceu com “Como Parar o Tempo“, também aqui senti que custei um pouco a entrar na história, o que não vejo como um factor negativo de todo. Existe algo na escrita deste autor de diferente mas que adoro imenso. Esta pode até envolver-nos mais lentamente, ao início, mas é impossível não nos deixarmos absorver por completo por esta história a certo ponto. Continuar a ler

Anúncios

Literatura | “Outlander — Os Tambores do Outono” (Outlander #4) de Diana Gabaldon — Opinião

Resultado de imagem para outlander os tambores de outonoTítulo Original: Outlander, the drums of autumn
Publicação: 2016
Editora: Casa das Letras
ISBN: 9789897415364
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.com
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Uma vez mais, atravessando continentes e séculos, Gabaldon criou uma obra brilhante de pura paixão.
Os Tambores de Outono tem início na Escócia, num ancestral círculo de pedras de Craig na Dun. Ali, uma porta abre-se para um grupo restrito, podendo levá-los para o passado – ou para a sepultura. Claire Randall sobreviveu à passagem, não uma mas duas vezes.
A sua primeira viagem no tempo levou-a para os braços de Jamie Fraser, um bravo guerreiro escocês do século xviii que tinha por ela um amor que se tornou lenda – um conto trágico de paixão que teve o seu fim quando Claire voltou ao presente carregando no ventre uma filha dele.
A sua segunda viagem, duas décadas depois, voltou a uni-los na América colonial. Mas Claire deixou alguém para trás no século XX… a sua filha Brianna.
Agora Brianna faz uma perturbadora descoberta que volta a levá-la para o círculo de pedras e para um aterrador salto para o desconhecido. Na busca da mãe e do pai que nunca conheceu, arrisca o seu próprio futuro ao tentar mudar a história… para salvar as suas vidas. Mas quando Brianna mergulha no desconhecido, um encontro inesperado pode amarrá-la para sempre no passado… ou levá-la para o lugar onde deveria estar, onde pertence o seu coração..

Opinião: Comecei este livro, segundo o goodreads, há quase um ano. Adiei a sua leitura durante muito tempo, mas ao saber do lançamento do sexto livro cá em Portugal (e como teremos a 4ª temporada de Outlander este ano) decidi pegar neste livro novamente. Não é o meu livro favorito da série até agora mas é um ótimo livro, obviamente, pois Outlander é e sempre será Outlander. Continuar a ler

Literatura | “Fahrenheit 451” de Ray Brandbury — Opinião

Título Original: Fahrenheit 451
Publicação: Maio de 2018
Editora: Saída de Emergência
ISBN: 9789897731068
Compra-o em: www.wook.pt | www.saidadeemergencia.com 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Como uma mensagem mais relevante do que nunca, venha descobrir o clássico profético de Ray Bradbury sobre o poder da resistência à tirania política.

Guy Montag é um bombeiro. O seu emprego consiste em destruir livros proibidos e as casas onde esses livros estão escondidos. Ele nunca questiona a destruição causada, e no final do dia regressa para a sua vida apática com a esposa, Mildred, que passa o dia imersa na sua televisão.
Um dia, Montag conhece a sua excêntrica vizinha Clarisse e é como se um sopro de vida o despertasse para o mundo. Ela apresenta-o a um passado onde as pessoas viviam sem medo e dá-lhe a conhecer ideias expressas em livros. Quando conhece um professor que lhe fala de um futuro em que as pessoas podem pensar, Montag apercebe se subitamente do caminho de dissensão que tem de seguir.

Mais de sessenta anos após a sua publicação, o clássico de Ray Bradbury permanece como uma das contribuições mais brilhantes para a literatura distópica e ainda surpreende pela sua audácia e visão profética.

Opinião: Não é primeira nem última vez que leio um livro pela capa. “Fahrenheit 451” é um desses livros sobre os quais não sabia quase nada mas que com esta belíssima edição cativou-me para a sua leitura!

A sinopse, a mim, passou-me uma ideia diferente do que acaba por ser o livro, por isso foi-me um pouco confusa esta história inicialmente, sobretudo quando percebo que estamos num futuro posterior a 2018, inclusive. Mas gostei imenso da história, para minha surpresa, pois não esperava encontrar num livro de fição científica do século anterior uma mensagem tão forte e que, infelizmente, ainda se aplica à realidade de muitos países nos dias de hoje. Continuar a ler

Cinema | “Com amor, Simon” (2018) — Opinião

Resultado de imagem para com amor simon portugalTítulo original: Love, Simon
Gênero: Drama, Comédia, Romance
Data de lançamento: 21 de Junho de 2018 (Portugal)
Elenco Principal: Nick Robinson, Katherine Langford, Jorge Lendeborg, Alexandra Shipp, Jennifer Garner, Josh Duhamel, Keiynan Londsdale
A minha classificação: 10 em 10 estrelas

Opinião: Ter a oportunidade de ver este filme nos cinemas muito antes deste estrear em Portugal foi uma enorme alegria para mim. “O Coração de Simon contra o Mundo” foi um dos meus livros favoritos de 2017, marcando-me pela história mas, sobretudo, pelo protagonista, Simon, que é um personagem doce, engraçado e apaixonante. Por isso mesmo, estava bastante entusiasmada para ver a adaptação cinematográfica!

Posso dizer-vos desde já que as emoções que se sente ao ler o livro são idênticas às que sentimos a ver o filme. Foi com um sorriso no rosto e bastantes lágrimas que vi o filme “Com amor, Simon” (uma alteração de título também coerente com a história). Tal como se sucedeu com livro, também aqui acompanhei a história, acabando a desejar que houvesse mais no fim, pois Becky Albertalli apresenta-nos uma história magnífica, que nos aquece o coração por completo, deixando-nos a querer mais destes personagens, mais deste mundo, mais deste romance. Continuar a ler

Literatura | “Potter’s Field — O Cemitério dos Esquecidos” de Mark Waid e Paula Azaceta — Opinião

Resultado de imagem para potter's field o cemiterio dos esquecidos capaTítulo Original: Potter’s Field 
Publicação: Fevereiro de 2018
Editora: G. Floy Portugal
ISBN: 9788416510528
Compra-o em: www.wook.pt | Editora (gfloy.portugal@gmail.com) 
A minha classificação: 3 em 5 estrelas

Sinopse: John Doe. Um homem que não tem identidade. Que não tem história. Que não deixa impressões digitais. Fazendo apelo a uma rede de agentes que agem fora dos circuitos tradicionais e que não se conhecem uns aos outros, deu a si próprio a missão de descobrir o passado e o nome de todos aqueles que foram assassinados injustamente e enterrados neste cemitério.
Mas que passado é que John Doe está a tentar esconder? E como é que ele conseguirá encontrar as chaves desse passado neste cemitério dos esquecidos? Investigações, ruas e vielas escuras, perigos, conspirações… POTTER’S FIELD é um thriller negro raramente visto nos comics.

Opinião: De um modo geral, o tema é bastante diferente e intrigante, sobretudo para um thriller, que é um género que habitualmente não gosto muito. A ideia é peculiar e deixa um leitor curioso em explorá-la melhor. Continuar a ler

Literatura | “Os Malditos, livro um: Antes do Dilúvio” (Os Malditos #1) de Jason Aaron e R.M. Guerra — Opinião

39338122Publicação: Março de 2018
Editora: G. Floy Portugal
ISBN: 9788416510597
Compra-o em: www.wook.pt | Editora (gfloy.portugal@gmail.com)
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Caim, filho de Adão. Inventor do homicídio. Amaldiçoado por deus. O mais próximo de um salvador que este mundo condenado tem…
1600 anos depois do Éden, e a vida na terra já se transformou num verdadeiro inferno.
O mundo do homem é um lugar de crueldade e maldade desenfreadas.
Monstros pré-históricos e salteadores da Idade da Pedra percorrem as terras, e a destruição e o assassínio reinam sobre elas.

Esta é a história do homem à beira do seu primeiro Apocalipse. Da vida antes do Dilúvio. Bem-vindos ao mundo dos Malditos.

Opinião: Fora da história da bíblia, conheci Caim pela primeira vez, com mais foco, na série “Lucifer”, personagem esse que adorei conhecer. Foi com bastante entusiasmo que percebi que este livro falava dessa mesma figura bíblica, abordando o mesmo tema que surge na série: um Caim imortal, condenado por matar o irmão, que muito tempo depois continua a procurar a formar de acabar com a sua maldição.

Tenho vindo a perceber que ler um livro sem saber do que se trata pode muitas vezes tornar a sua leitura mil vezes melhor, pois somos surpreendidos pelos vários acontecimentos que vão surgindo. “Os malditos” foi uma surpresa total, sem dúvida. Mesmo as ilustrações tendo traços mais “rudes”, um estilo que não vai tão de encontro ao que gosto, a história é excelente, com um desenvolvimento que foi-me deixando curiosa sobre uma das principais questões: conseguirá Caim obter a morte porque tanto espera?

O final choca, mesmo conhecendo já a violência desta história, e isto foi outro aspeto que me levou a adorar este livro e a querer continuar a conhecer a história de Caim, pois o que é diferente conquista-me sempre.

Uma leitura com o apoio deGFloy

Literatura | “Desejo e Inocência” (Stark World #1) de J. Kenner — Opinião

Título Original: Wicked Grind
Publicação: Abril de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898869951
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: A rapariga que ele procurava teria de ser uma virgem em frente à sua lente. E ele seria o primeiro a capturar essa inocência.

A carreira do fotógrafo Wyatt Royce está prestes a descolar. No entanto, falta-lhe a musa, a modelo que se tornará a joia principal da sua controversa exposição de fotografias eróticas. Até que Kelsey Draper aparece – a combinação perfeita entre pureza e voluptuosidade.
Wyatt acha-a demasiado frágil – ela provou-lho quando a relação entre eles acabou, doze anos antes – e tem consciência de que ela nunca se atreveria a expor-se, embora ambos saibam que Kelsey é perfeita para o projeto.
Mas Kelsey precisa desesperadamente de dinheiro e está determinada a libertar-se da imagem de menina boazinha para o conseguir. E reencontrar Wyatt pode bem ter sido a sua sorte… ou perdição.
Ainda magoado pela história atribulada entre eles, Wyatt aceita dar-lhe o trabalho, mas apenas se ela lhe der todo o controlo, tanto por detrás da lente como na cama.

Será que uma rapariga inocente como Kelsey resistirá aos desejos obscuros de um homem como Wyatt?

Opinião: Como fã dos livros de Vi Keeland, procuro encontrar novas autoras com o mesmo género de história: um bom romance, com algum conteúdo erótico à mistura mas sem que seja muito exagerado. J. Kenner é uma ótima equivalente, sem dúvida. “Inocência e desejo”, que é o primeiro livro da autora que leio, conquistou-me por completo. Devorei-o em horas!

Adorei que a autora trouxesse o tema de fotografia para a história. Este é sempre algo que adoro encontrar em livros pois acabo sempre por sentir que traz mais qualquer coisa de magnífico e artístico à ação. Relembra-me um pouco de “Confesso” de Colleen Hoover (este último envolve pintura, no entanto) e por ser um livro que adoro, este factor influência a minha opinião deste primeiro livro da série Stark World, obviamente. O detalhe e modo como a escritora descreveu as fotografias de Wyatt permitiu-me imaginar facilmente cada uma das fotografias descritas, o que é fantástico!

Outro aspeto que me agrada bastante é o quão refrescante este romance erótico foi. Normalmente, em livros deste género, acabo por encontrar mais descrição erótica em vários momentos do que realmente esperava, porém J. Kenner, ao contrário do que esperava, abordou pouco as cenas de sexo, focando-se sobretudo no tema do livro e no desenvolvimento dos personagens, dando-nos, inclusive, a conhecer as suas histórias passadas e o que os levou a separarem-se durante anos.

É de facto refrescante ler um livro de romance erótico tão diferente do comum, em que o foco não está no erotismo mas na construção da história! Fica uma recomendação de leitura para vos acompanhar nestas férias 😉

Literatura | “O Projeto Acidente” de Julie Buxbaum — Opinião

Título Original: What to say next
Publicação: Abril de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898869906
Compra-o em: http://www.wook.pt
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: A amizade consegue superar todas as diferenças…

Kit é a rapariga mais gira da escola. David é um rapaz solitário, incapaz de interagir com os colegas. Ele sabe que é pouco provável que Kit alguma vez repare nele.
Até ao dia em que Kit, cansada das conversas fúteis das amigas, decide almoçar na mesa de David. A química é imediata e os

dois passam a partilhar o tempo das refeições. Fruto desta nova e inesperada amizade, David começa a aprender a relacionar-se com os outros, e Kit, ainda a recuperar da trágica e recente morte do pai, encontra o ombro de que precisava.
Kit só conseguirá reaprender a viver se descobrir a causa do acidente do pai e, sabendo disso, David decide ajudá-la. Mas nenhum dos dois está preparado para o mistério que estão prestes a desvendar, e é aí que a sua amizade é posta à prova.

Será ela capaz de sobreviver à verdade?

Opinião: Este novo romance de Julie Buxbaum é de alguma forma mais leve, mais inocente que o livro anterior da autora “Conta-me três coisas”, ao meu ver, mesmo tendo ambos os protagonistas um problema a ultrapassar.

Adorei a relação que se foi construindo entre David e Kit, mas é, sobretudo, o desenvolvimento de David no que toca à sua personalidade e à sua vida social que me deixou mais envolvida nesta história.

Senti que o desvendar do mistério, que une estes dois personagens ainda mais, acabou por ser deixado em segundo plano, sendo brevemente abordado, mas o que se encontra por de trás desse mistério surpreende-me imenso. Não imaginava que a autora nos levasse a tal revelação. O modo como os protagonistas reagem a esta é o ponto alto e emocionante do livro.

É mais um livro intrigante e incrível desta autora, que gostei imenso, principalmente por abordar um tema tão atual como o autismo da forma como foi abordado.

Literatura | “Sorrisos Quebrados” de Sofia Silva — Opinião

01040690_Sorrisos_Quebrados.jpgPublicação: Maio de 2018
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722362306 
Compra-o em: www.wook.pt | www.presenca.pt
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Mais de 1 milhão de leituras na plataforma online Wattpad em apenas 1 ano Paola está num momento chave da sua vida. Vai ter de decidir se quer continuar a viver ou se vai deixar-se morrer às mãos do homem por quem um dia se apaixonou e com quem veio a casar. Como foi possível que aquele homem bem parecido, poderoso e deslumbrante se tornasse no monstro que a está a destruir? Mas Paola decide viver.

E, no mais improvável dos lugares, vai encontrar de novo a luz e descobrir que, afinal, é possível amar outra vez. Sorrisos Quebrados marca a estreia de Sofia Silva na escrita de ficção. Um romance sobre violência doméstica, abuso sexual e as segundas oportunidades que a vida por vezes reserva.

Opinião: Com tanto sucesso que Sofia Silva fez no Brasil, não pude deixar de ficar curiosa sobre a história que tantos leitores gostaram.

De todas as capas de livros de autores nacionais que vi até hoje a capa “Sorrisos Quebrados” é uma das mais lindas que já vi. Digo isto, pois sinto que muitas vezes existe um maior tratamento e empenho em capas de livros internacionais. Esta capa é lindíssima, desde das cores utilizadas no cabelo da modelo aos detalhes transparentes que a cobrem. Também o interior do livro contém uma estética mágica e bela. Só por este aspeto sinto que vale a pena ter este livro na estante.

O tema de violência doméstica era algo que me deixava um pouco receosa com este livro, pois é um tema complexo, pesado para um livro, mas a autora conseguiu abordá-lo de uma forma surpreendente.
A relação que se vai desenvolvendo entre Paola e Sol é incrível, emocionante e foi, sem dúvida, a parte de que mais gostei neste livro. Duas pessoas ‘quebradas’ mas que juntas ajudam-se uma à outra. Poderia ter sido André no lugar de Sol, pois muitos livros deste género baseiam-se num par romântico, em que um ajuda o outro a recuperar do passado. O facto da autora ter escolhido fazer algo diferente do costume é refrescante e foi uma das razões porque adorei este livro mais do que esperava!
Gostei também do romance que se desenvolve entre André e Paola, apesar de sentir que algumas das falas destes eram pouco naturais (ou reais).

“Sorrisos Quebrados” é um livro que vos irá envolver desde o início, que vos lembrará um pouco de Colleen Hoover pelo tipo de história e que espero que vos conquiste como conquistou a mim!

Para mais informações do livro “Sorrisos Quebrados”, clica aqui!

presença