Literatura | “Chama-me Pelo Teu Nome” de André Aciman — Opinião

40516744Título Original: Call Me By Your Name
Publicação: 06/2018
Editora: Clube do Autor
ISBN: 9789897244360
Compra-o em: www.wook.pt| www.clubedoautor.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Chama-me pelo Teu Nome é um romance arrebatador sobre o desejo e a experiência da atração. Uma das grandes histórias de amor do nosso tempo, narrada de forma inteligente e imprevisível.
Na idílica Riviera italiana nasce um romance intenso entre um rapaz de dezassete anos e o convidado dos pais, um estudante universitário que irá passar com eles umas semanas no verão.
A mansão sobre as falésias é povoada por um conjunto de personagens excêntricas, com um gosto especial pela boa vida. Mas nenhum dos jovens está preparado para as consequências da atração, que, durante essas apaixonadas semanas de calor, mar e vinho, faz crescer entre eles o fascínio e o desejo, sentimentos que não conseguem suprimir, apesar de todas as proibições e dos perigos.
Divididos entre o receio das consequências e o fascínio que não conseguem esconder, avançam e recuam movidos pela curiosidade, o desejo, a obsessão e o medo, até se deixarem levar por uma paixão arrebatadora e descobrirem uma intimidade rara que temem nunca mais encontrar.
Chama-me pelo Teu Nome não é só uma história intemporal, é também uma análise franca, bela e dura sobre a paixão – como agimos, pensamos e sentimos. Uma elegia ao amor e um livro inesquecível.

Opinião: Depois de ler livros como “O Coração de Simon Contra o Mundo” e “Carry On”, tinha imensa curiosidade em ler este livro. Via tantas fotos deste no instagram, ouvia falar tanto dele mas passava-me completamente ao lado… Não sei porquê! Foi quando soube que o livro ia ser lançado em Portugal que decidi ler a sinopse e esta cativou-me de imediato, fazendo-me perguntar a mim mesma a típica questão: por que não li isto antes?

“Chama-me Pelo Teu Nome” merece as 5 estrelas, sem dúvida, mesmo sendo o protagonista, Elio, estranho, por vezes. Na primeira parte, este expõe tudo o que sente em relação a Oliver, o convidado dos pais. Senti-me um tanto desconfortável com alguns desses pensamentos que este tinha, como o que teve quando Oliver desaparece durante um dia ou a cena dos calções de banho, por exemplo. Achei “too much” (demasiado), como se costuma dizer. Passava a ideia de Elio puder ser mais do que obcecado, o que me deixava com medo de não vir a gostar de um livro que tem conquistado tantos leitores.

Porém, o livro melhorou imenso na segunda parte e adiante! Adorei o desenvolvimento da história e o romance entre Elio e Oliver. Este tem uma beleza inexplicável. Gostei, sobretudo, da forma como o autor explorou ao máximo, sem filtros alguns, as reações do protagonista, a forma como este agia e pensava sobre a sua atração por Oliver e sobre a relação que se foi construindo entre ambos (excepto aqueles pensamentos supra mencionados, claro). Apesar de estranho, Elio conseguiu conquistar-me, assim como Oliver.
As primeiras 70 páginas foram lidas com lentidão mas foi com uma rapidez surpreendente que li as restantes páginas, numa só noite. A relação destes dois personagens é bonita, diferente em muitos aspetos do que estou habituada, inclusive, mas marcou-me, definitivamente. Elio sente-se atraído mas é um rapaz de 17 anos e é normal sentir-se assustado. Mesmo Oliver, com 24 anos, mostra-se diferente do que inicialmente aparenta ser. Não é tudo cor de rosa e André Aciman descreveu as reações de ambos, após os primeiros envolvimentos físicos, de um modo absolutamente emocionante e envolvente, real acima de tudo, diria eu.

Este livro é magnífico, belo e apaixonante. Não sei que outras palavras expressariam melhor o quanto o adorei, se não estas três!

logo-clubeautor

Anúncios

4 pensamentos sobre “Literatura | “Chama-me Pelo Teu Nome” de André Aciman — Opinião

  1. Também adorei este livro!
    Foi o primeiro livro do género que li e ia um bocadinho a medo, mas conquistou-me completamente 🙂 como tu, também, me senti desconfortável em algumas partes mas no final, achei justificável por este ser um amor que “cegou” o Elio e o Oliver.

    Liked by 1 person

  2. Tal como tu, não tinha grande interesse em ler este livro. Não sei porquê… Não me chamava muito atenção. No entanto, ontem vi um vídeo de opinião sobre este livro e fiquei muito curiosa. Agora que li a tua opinião fiquei ainda mais curiosa para o ler.
    Beijinhos e boas leituras 😘

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s