Cinema | “Liga da Justiça” (2017) — Opinião

jlTítulo original: Justice League
Gênero: Ação, Ficção Científica
Data de lançamento: 16 de Novembro de 2017
Elenco Principal: Ben Affleck, Henry Cavill, Gal Gadot, Ezra Miller, Jason Momoa, Ray Fisher, Amy Adams, Jeremy Irons.
A minha classificação: 10 em 10 estrelas

Opinião: Foi há poucas horas que vi este filme e a vontade de o ver de novo é enorme e tentadora. Posso também dizer que este é o meu filme favorito da DC, para além do segundo de Batman (o motivo: Joker).
Acho que por os filmes anteriores terem me desiludido em certos pontos, como Batman vs Superman e Wonder Woman, não criei muitas expectativas para este, com medo que essa desilusão me apanhasse mais uma vez ao ver “Liga da Justiça”, cheio de heróis que adoro. Porém, o filme surpreendeu-me imenso, o que não é difícil, pois esta reunião de atores incríveis tornou esta história completamente viciante e única.

Ben Affleck e Gal Gadot (como Batman/Bruce Wayne e Mulher-Maravilha/Diana, respetivamente) estiveram incríveis nesta “sequela” dos capítulos anteriormente mencionados. Não sei se fui só eu… mas é impossível não shippar estes dois personagens como casal. Houve algo que me fez sentir isso e passar a ver algo mais neste par. Sou totalmente a favor de haver romance nos futuros filmes! (haha).
Mas falando das adições ao elenco, que foram Ezra Miller, Jason Momoa e Amber Heard (mesmo que esta última tenha aparecido apenas durante 5 minutos). Adorei-os, sinceramente. Quanto aos dois primeiros, não acho que possa existir melhor escolha de atores para estes papéis. Ezra Miller (como Flash/Barry Allen, mas mais conhecido pelo seu papel em Fantastic Beasts) trouxe um lado cómico para um filme que sendo da DC, como tem vindo a ser normal, é negro. Mas este ator conquistou-me uma vez mais com a sua atuação impecável e divertida. Não me lembro de alguma vez ter rido tanto num filme da DC. Jason Momoa (como Aquaman/Arthur Curry) teve também uma excelente performance, não só por ser engraçado, mas também por trazer ainda mais ação (e umas imagens interessantes… haha). São ambos atores que adoro e que vieram trazer uma melhoria enorme ao que podia ser mais um filme da DC, destacando-o assim dos outros recentes da produtora.

6c8bac09d1009f63e3bdc530290b0c5818ec06a2.jpg

Falemos do vilão, que para mim, tem sido o maior problema dos filmes da DC, ultimamente. “Justice League” teve um vilão melhor e mais cativante em relação aos seus antecedentes. Gostei imenso da linha de história em que este se enquadra e do facto de consigo ter trazido mais das Amazonas e uma nova “tribo”, os Atlantes. Esta foi, sem dúvida, a melhor parte de todo o drama em torno do vilão, para além de toda a “mitologia”.

Para além da ameaça que junta esta equipa de heróis, temos outras surpresas que tornaram este filme ainda melhor, repletas de ação e emoção. Gal Gadot e Ezra Miller foram os meus atores favoritos (e assim, os seus personagens foram os meus favoritos), principalmente esta primeira quanto à ação: excelente como sempre! Um filme com a Mulher-Maravilha nunca é bom sem as suas lutas fantásticas, que a mim me prendem totalmente ao filme e me deixam ainda mais entusiasmada!

Não deixem de ver este filme! Eu vi-o em 2D mas este existir em 3D e tiverem oportunidade de ir a essa sessão, vão, pois os efeitos deste filme são ótimos e tenho a certeza que vale muito a pena vê-los em três dimensões!

Trailer

Anúncios

[FILME] Velocidade Furiosa 8 (2017) – Opinião

Título original: The Fate of the Furious  
Gênero: Ação, Suspense
Data de lançamento: 13-Abril-2017
Elenco Principal: Vin Diesel, Dwayne Johnson, Jason Statham, Michelle Rodriguez, Tyrese Gibson, Charlize Theron, Ludacris, Nathalie Emmanuel.
A minha classificação: 8/10 estrelas

Opinião: Apesar dos filmes não estarem já tão centrados nas corridas como antes, sinto que esta mudança que veio acontecendo ao longo de Velocidade Furiosa foi algo de positivo, pois como se costuma dizer “O que é demais, enjoa”. O facto de agora os filmes terem mais ação, principalmente neste novo filme, trouxe algo de novo e uma mudança que impede que a série de filmes perca a sua qualidade, apesar de muitos fãs sentirem falta das corridas de carros. Por cá, prefiro muito mais a ação que tem vindo a aumentar de filme para filme.
No entanto, não sabia o que esperar de uma continuação sem Paul Walker, porque ele era um dos principais. Senti realmente a falta dele neste filme. Porém adorei o argumento e toda a ação presente no oitavo filme da saga Fast and Furious. Gostei ainda mais do que do filme anterior. Este teve algo mais: mais ação, mais momentos cheios de humor com Roman e também com Shaw, mais personagens fantásticos e bem criados assim como drama do filme.

tumblr_ohxp7iyLKr1qjj2qyo2_500.gif

Quando soube que Charlize Theron seria a nova vilã, fiquei bastante entusiasmada e não posso dizer que me desiludi! Ela é uma excelente atriz e como sempre fez um bom trabalho como Cipher. Também Jason Statham esteve fantástico, assim como Tyrese Gibson, que foram para mim grandes destaques neste filme, não só pela excelente atuação a nível de ação (relativamente a Jason), mas também pelas imensas gargalhadas que ambos me proporcionaram, o que melhorou em muito a qualidade deste filme. Houve também o regresso de um ator de filmes anteriores (fica aqui a surpresa hehe), que adoro, porém tenho pena que não tenham desenvolvido muito mais o seu regresso, dai ter dado menos pontuação ao filme.
Sobre todo o “plot” do filme: gostei! Surpreendi-me imenso com tudo o que foi acontecendo, desde as cenas que envolviam carros fantasmas ao mistério por detrás da traição de Dominic Toretto e a sua lealdade à vilã. Li há umas horas que do orçamento de 250 milhões de euros, dado aos produtores deste filme, duas centenas de carros foram usados, acabando danificados ou mesmo destruídos, incluindo a destruição total de um lamborghini. Fiquei surpresa com isto, pois pensei que muitas das cenas de ação não passavam de efeitos de computador e assim. Talvez esta exorbitância foi o que permitiu que este filme se tornasse ainda melhor do que esperado e seja talvez o que distingue “Fast and Furious” de qualquer outro tipo de filme com ação e carros.

fate-of-the-furious-the-rock-jason-statham.gif

No entanto, não posso deixar mencionar uma falha enorme na história: Ian Shaw (Jason Statham), como se calhar se lembram, no filme anterior quase matou a família de Dominic, e inclusive matou um membro da equipa dele (RIP Han Lue 😦 ), por vingança ao que fizeram ao seu irmão Owen Shaw (Luke Evans). Porém neste 8º filme, este é solto para ajudar a equipa de Dominic a caçar este e Cipher. Até aqui tudo bem. Porém mais para o final, vemos este a sorrir e a apertar a mão a Dominic, como se de repente fossem cúmplices ou amigos. Independentemente da “boa” ação dele neste filme, fico sem perceber qual o sentido da mudança de “humor” entre ambos, pois Ian matou pessoas importantes para Dominic, assim como este último foi o que fez com que o irmão de Shaw fosse parar a um hospital e acabasse preso. Então de facto, isto é uma enorme falha, digam-me o que quiserem: uma rivalidade com histórico que é terminada de um momento para o outro, com sorrisos. De repente, foi esquecida a morte de Han Lue e a quase morte da irmã e cunhado de Dominic?

Um filme não seria um filme sem falhas, claro. Mas realmente gostei deste filme. Talvez seja um dos meus favoritos até agora, desta série de filmes. Achei bastante bonita a homenagem feita, mesmo que indiretamente, a Paul Walker. Foi um filme cheio de ação, velocidade, mas sem deixar de ter o seu toque de humor, principalmente numa das cenas finais de Shaw no avião! Fãs dos filmes não podem perder este, sem dúvida.

Trailer: 

[FILME] Fallen (2016) – Opinião

 Título português (do livro): Anjo Caído (opinião aqui)
Gênero: Drama, Fantasia, Romance
Data de lançamento: Dezembro de 2016
Elenco Principal: Addison Timlin, Jeremy Irvine, Harrison Gilbertson
A minha classificação: 5/10 estrelas

Opinião: Continuo sem perceber porque é que não houve um único cinema em Portugal a ter este filme… Aliás, pouco ouvi falar do filme, excepto da parte dos fãs brasileiros da autora do livro. Mas depois de ver o filme, talvez perceba o porquê de não terem arriscado e apostado num filme destes. Não é que seja mau mas por cá não teria enchido as salas de cinema num único dia que fosse, principalmente por ser um filme com pouca divulgação e que poucos conhecem (de fora do círculo de leitores).

1.gif

Não consigo dar menos de 5 estrelas, porque admito que gostei do filme, apesar de tudo. Tem uma fraca adaptação… ok, é fiel ao livro em muita coisa e é por isto que é fraco. Se tivessem alterado (pela primeira vez sou a favor disto) uma boa parte da história, isto é, do seu desenvolver, talvez o filme tivesse ficado bom. Mas foi apenas ok. No entanto, gostei mesmo assim. Gostei dos atores escolhidos para interpretar o Cam, a Penn e (um pouco) a Luce. Quanto a esta última, achei que podia parecer menos “morta”. Senti-me como se estivesse a ver uma Bella Swan, por vezes: chata, demasiado calma, alguém que aceita tudo sem quaisquer problemas. No livro não é muito melhor, mas podiam ter melhorado muitas gafes deste, é verdade. O ator escolhido para Daniel foi simplesmente… hum, em termos de físico, é bonito, mas em termos de atuação… não sei, falhou um pouco, acho.
Uma das coisas que me fez gostar deste filme, de realmente sentir-me agarrada a vê-lo até ao fim sem total desespero, foi sem dúvida a atuação de Harrison. Se no livro já gostava de Cam, no filme dei por mim a gostar ainda mais dele. E quanto ao romance? No livro era mais “Team” Daniel que Cam, mas no filme… 100% Cam! Adorei-o, o que posso dizer? Além de saber mostrar aquele charme sexy como imaginava o que Cam tinha no livro, soube interpretar e melhorar o seu personagem, ao contrário de Jeremy Irvine (Daniel).

2
Quanto ao resto da história, gostaria de ter visto mais da luta entre ambos os anjos e gostaria que tivessem usado melhores efeitos, porque vejamos, isto é um filme certo? Logo o orçamento é “mil vezes” maior que o de uma série. Vejamos The Flash (CW). Uma série, que embora tenha 23 episódios por temporada, e considerando o seu orçamento, acaba por ter efeitos bem melhores dos que vi em Fallen. Gostaria de ter visto asas mais reais e fascinantes, uma luta mais desenvolvida e real. Gostava também de ter visto mais do que rápidos flashbacks da vida passada do casal da história.

1.gif
Terminei o filme com um “mix feelings”. Gostei. Não foi um filme no qual considere ter perdido tempo, mas ao mesmo tempo… queria mais, não sei. Esperava algo melhor que o livro. Confesso que uma grande parte de mim torce para que haja uma continuação do filme, porque quanto aos livros… Bom, dizem que são bons mas pelo meio, temos “Tormento”, o segundo livro, que pelas palavras de muitas pessoas é realmente um tormento, então adoraria saltá-lo, para poder continuar com a saga. Mas como não posso… Que venha o segundo livro (estou realmente a torcer haha)!

UMA EXPLICAÇÃO: Quando gosto nem que seja muito pouco de um filme, geralmente dou 5 estrelas de minímo, pois a baixo disto, de 1 a 4 estrelas, trata-se apenas de filmes que não gosto, então fica aqui a explicação de como classifico os filmes. Gostei? 5 a 10. Não gostei? 1 a 4, como se fosse notas de “escola” hahahaha

E vocês? Já viram o filme ou gostariam de ver? Se viram, o que acharam? 😉

Trailer