Eventos & Entrevistas | Nicholas Sparks em Portugal — Apresentação do novo livro “Só Nós Dois” [Edições ASA]

20171021_154117Duas horas depois de estar ao sol, numa fila enorme, começou então um evento que tantos leitoras portuguesas aguardavam: Uma entrevista, sessão de autógrafos e fotos com o autor de “O Diário de a Nossa Paixão” e “Dei-te o Melhor de Mim”.
Fátima Lopes foi a escolha feita pela editora para entrevistar o autor. Diga-se de passagem que caras como José Rodrigues dos Santos ou outras figuras da literatura portuguesa seriam melhores escolhas.

Mas falando do que interessa: como estive presente no evento, decidi trazer-vos algumas das respostas e palavras de Nicholas Sparks que mais considero importante. 🙂

Nicholas Sparks vê-se como alguém otimista, gosta de desafiar-se a si mesmo, gosta de viajar e ri-se muito. Não se vê como um famoso: apenas escreve, porque gosta de o fazer.

As suas personagens são criadas através de outras personalidades que o autor conhece. Nicholas diz que ao conhecer uma pessoa, rapidamente percebe se tal pessoa dará uma boa personagem. Todos os seus personagens vêm de algum lado. Nem todos são inspirados em si mesmo. Alguns são baseados em familiares e em amigos ou até mesmo em estranhos.

“A vida é acordares e saberes manter um equilíbrio entre tudo o que tens que fazer”. Isto a propósito de conciliar uma vida enquanto autor, pai e marido. Este considera que ser autor é difícil mas o mais importante para ele, entre estes dois papéis, “é ser pai, sem dúvida”.

O autor comentou ainda que tenta sempre escrever livros que pareçam reais.
Normalmente, sabe a quantidade de páginas que pretende escrever: até um máximo de 400 páginas. No entanto, com este último livro “Só Nós Dois”, Nicholas alcançou as 400 páginas e deu por si a chegar às 500 páginas.
Com o prazo de conclusão do livro, este confessa ter tido que trabalhar mais rapidamente, para terminar o livro. Nicholas admite ainda que sentiu-se aliviado e exausto, ao terminar o livro, devido a toda esta pressão e pressa por causa do prazo.

20171021_164204.jpg

Apesar de ter achado esta entrevista curtinha e com perguntas muito mais gerais do que especificas, dado a dimensão de fãs que este autor tem em Portugal e que certamente esperavam algo mais desenvolvido, gostei desta tarde. Poderia ter havido uma melhor organização mas sei que não é fácil organizar um evento deste tamanho. Adorei realmente voltar a reencontrar este autor por cá, mas desta vez enquanto leitora e fã dos seus livros (antes, fui só acompanhar a minha mãe hahaha era eu ainda criança!). Nicholas Sparks é alguém simples, muito simpático, sempre com um sorriso fantástico, cuja imaginação para novas histórias (e para nos fazer chorar) é infinita e fantástica.
Agora é esperar que o autor volte em breve a Portugal com um novo livro, não acham?

DSC_0024

Anúncios

Literatura | “Monstress” ganha “Hugo Award”

A Novela gráfica “Monstress” da autoria de Marjorie Liu, ilustrada por Sana Takeda, ganhou o prémio Hugo Award”, na sua categoria, no passado dia 11 de Agosto.

Desde 1995 que este prémio é atribuído aos melhores, dentro de várias categorias, como livros de Ficção Científica, BD, Cinema e Séries, entre outros.

O Júri de atribuição do prémio é composto por membros do World Science Fiction Convention e tem lugar anualmente.

O prémio para melhor novela gráfica tem sido atribuído desde 2009, tendo sido arrecadado nos anos anteriores por obras como: Saga, Ms. Marveland Girl Genius e The Sandman: Overture que ganhou o ano passado
Entre os nomeados deste ano estavam: Saga, Paper Girls, Black Panther, Ms. Marvel and The Vision.

Podem encontrar a minha opinião desta novela gráfica aqui

Leituras de Abril [2017] – Wrap-Up

Novamente regressando aos 11 livros lidos por mês, Abril foi ótimo em termos de leituras! Só livrinhos bons e o melhor de tudo é que foram muitos, então consegui abater uns quantos da minha lista de livros por ler! hehe Mesmo com alguma sensação de ressaca literária, consegui voltar ao meu número habitual de leituras e até este exato momento foram 43 livros lidos este ano, contando com o livro que já li agora no começo de Maio. Estou tão feliz com este número! Tenho a certeza de que facilmente chegarei à minha meta de 100 livros.

Abril foi também cheio de novidades, então não resisti a ler algumas delas:

– “Entre as Linhas” de Samantha Van Leer
– “A Rainha Subjugada” de Philippa Greogry
– “A Court of Thorns and Roses” de Sarah J. Maas (re-leitura)
– “A Court of Mist and Fury” de Sarah J. Maas (re-leitura)
– “Por Treze Razões” de Jay Asher
– “O Coração de Simon contra o Mundo” de Becky Albertalli
– “Desejo Concedido” de Megan Maxwell
– “Se eu fosse tua” de Meredith Russo
– “Beauty and the beast” de Teddy Slater 
– “Anna e o Beijo Francês” de Stephanie Perkins
– “Magnus Chase e os Deuses de Asgard: A Espada de Verão” de Rick Riordan

Foram tantas leituras ótimas que sinto-me culpada de apontar favoritos hahahaha Mas adorei, sem dúvida alguma, reler ACOTAR e ACOMAF (Sarah J. Maas). Sinto que gostei mais do primeiro livro da série agora que o reli, por ter uma perspetiva diferente das coisas.

Philippa Gregory foi uma excelente leitura como sempre e não desiludio. Becky Albertalli e Meredith Russo surpreenderam-me imenso com os seus livros que ainda hoje me deixam pensativa e emocionada.

Quero agradecer à Quinta Essência, Bertrand Editora, Porto Editora, Editorial Presença e Editorial Planeta pelos exemplares cedidos que me permitiram ler livros excelentes!

[Divulgação] Shylock é o Meu Nome – Howard Jacobson

18594430

Lançamento: 24-Fevereiro-2017
Editora: Bertrand Editora
Páginas:  328
ISBN: 9789722533010
PVP: 17,70€

Compra-o em www.wook.pt

Sinopse: Com a mulher ausente e a filha a descarrilar, Simon Strulovitch, filantropo e colecionador de arte abastado, precisa de alguém com quem falar. E é assim que, quando conhece Shylock num cemitério, o convida para sua casa. Trata-se do início de uma amizade extraordinária…

[FILME] Underworld – Guerras de Sangue (2016) – Opinião

Título original: Underworld – Blood Wars 
Gênero: Ação e aventura, drama, terror, fição científica e fantasia 
Data de lançamento (em Portugal/USA): 01-12-2016/06-01-2017 
Elenco Principal: Kate Beckinsale, Theo James, Charles Dance, Tobias Menzies, Oliver Stark, Lara Pulver. 
A minha classificação: 9/10 estrelas

Opinião: Depois do 4º filme “Underworld – O Despertar” ter sido bastante mais fraco, em comparação com os seus anteriores (embora eu tenha adorado-o na mesma), chega o 5º filme (o 4º sobre a negociante da morte Selene) que foi fantástico, surpreendente e que veio despertar em mim uma súbita vontade de rever os três primeiros filmes da série, pois toda a ação que encontramos nos primeiros filmes, e que esteve ausente no filme onde estreou Theo James (David), voltamos a encontrar neste filme, talvez ainda melhor, não só pelos seus efeitos mas também por a apresentação de outros refúgios de vampiros.
Mal sai da sala de cinema e já queria voltar lá, para rever o filme. Em geral, sou assim com esta série de Underworld, mas este teve algo de muito especial em relação aos anteriores, excepto que gostaria de ter visto o par inicial, o romance, que no fim trazia um “gosto” diferente aos filmes, mas isso é uma outra história, que não discutirei, por questões de spoiler.

13417381

Um dos pontos mais fortes deste filme, sem o qual “Blood Wars” não seria o que foi (e provavelmente não chegaria ao nível dos primeiros filmes), é o elenco, sem qualquer dúvida. Beckinsale (Selene), Theo James (David), Charles (Thomas, o pai de David), Menzies (Marius) e Lara (Semira), são tudo atores que já conhecia, uns de filmes anteriores da série Underworld, outros de séries como Outlander, DaVinci’s Demons e outros. São tudo atores que admiro e que respeito bastante, pois sabem representar os seus papéis na perfeição, principalmente Menzies, que interpretou o papel de um personagem detestável18811087 de uma forma incrível (como acontece em Outlander, sendo o vilão Black Jack). Sem eles, acho que o filme não teria sido tão bom.
Em termos de história, achei-a muito melhor escrita e “imaginada”, quando comparando o filme anterior, em que há o envolvimento de humanos, entre as duas espécies (lycans e vampiros), o que para mim tornou-o um pouco chato (o 4º filme). Este filme trouxe mistério, personagens novas, revoltas e dramas diferentes, e não senti que este filme fosse “algo desnecessário”, como aconteceu com o 4º, pois o 3º (“Underworld – A Revolta”) termina de uma forma conclusiva e poderiam ter deixado o filme por ali. Mas fico contente que tal não tenha acontecido, pois mesmo tendo sido o 4º filme um pouco mais fraco, isso levou a que fosse produzido um 5º, que não foi nada mais nada menos do que incrível e deveras viciante!

Em suma, dou 9 estrelas, pois apesar de querer dar as 10, acho que isso só acontecerá com um filme que me faça sentir que não faltou nada. Embora não consiga indicar o que sinto que falte neste filme (talvez o romance, quem sabe), sinto-o, então não terá a totalidade de estrelas. Mas é um ótimo livro e para aqueles que desanimaram um pouco com o 4º filme, recomendo que vejam este, pois vão sentir-se tal como eu, tenho a certeza, caso sejam fãs da série, claro.
E é sempre bom vermos este filme, nem que seja para vermos o Theo James com aqueles olhinhos azuis 😉

Trailer

Passatempo “Valquiria – O Fugitivo” de Kate O’Hearn – Individual Editora

Em comemoração ao 1º aniversário do meu blogue e dos 2 meses de criação do blogue parceiro da Catarina, Nerd e Chique, hoje trazemo-vos dois passatempos. Um será realizado aqui e o outro será realizado no blogue da Catarina, que poderão encontrar aqui.

foto de capa facebook.jpg

Para participar neste passatempo, é obrigatório (todos os links estarão disponíveis no formulário):
Preencher o formulário mais abaixo.
– Dar like nas páginas de facebook da Individual Editora, do blogue The Girl Who Reads Books e do blogue Nerd e Chique.
– Seguir o blogue The Girl Who Reads Books e Nerd e Chique. 
– Partilhar o passatempo, como PÚBLICO, no facebook. Quantas mais vezes partilharem, mais vezes podem participar no passatempo.

AVISOS:
– Todos os espaços a preencher são obrigatórios, assim como os seus requisitos (seguir, dar likes, etc).
– Qualquer requisito/informação vazio(a), assim como informações erradas ou pouco claras, invalidarão a participação da pessoa.
– A partilha deverá ser pública, caso contrário, não conseguiremos vê-la e o participante terá a sua participação anulada.
– Participações válidas apenas para residentes em Portugal e ilhas, tal como o envio será feito apenas para as mesmas.
– O passatempo termina dia 20/12/2016, às 23h59min, e os vencedores serão anunciados dia 22 de Dezembro deste ano.
– Os vencedores serão sorteados através do site random.org.
– Os livros serão enviado pelo blogue The Girl Who Reads Books (por mim).
– Não nos responsabilizamos (nem a editora) por um possível extravio ou pelo estado em que possam chegar os livros (este será enviado num envelope bolha).

Um passatempo com o apoio de 500_9789892336435_confia_em_mim

[Divulgação] Magisterium, livro 3: A Chave de Bronze – Cassandra Clare e Holly Black

99e524e9dd50c21c003f2db9ae89aa3c26f17Lançamento: 23/11/2016 
Editora: Editorial Planeta 
Páginas: 256 
ISBN: 9789896578671 
PVP: 17,76€

Pré-venda/Compra:
Fnachttp://www.fnac.pt/Magisterium-Livro-3-A-Chave-de-Bronze-Cassandra-Clare/a1002000 
Bertrand – Em breve 
Wook – Em breve

Sinopse: A magia pode salvar-te. A magia pode matar-te.

O momento devia ser de celebração. O Inimigo da Morte está morto. A sua cabeça é prova de que foi, enfim, derrubado. O mundo mágico não tem razões para suspeitar do contrário e concede a Callum, a Tamara e a Aaron o título de heróis. Contudo, numa festa que celebra o feito dos três, a comunidade de magos é cruelmente abalada. Uma aluna é assassinada e tudo indica que os piores receios de Call se confirmam: existe um espião noMagisterium. Ninguém está a salvo.

Recorrendo à poderosa magia que lhes foi ensinada, os três amigos terão de arriscar as vidas para descobrir quem é o assassino. A magia, todavia, é perigosa: nas mãos erradas, poderá desencadear uma terrível destruição. E revelar o mais letal dos segredos…

[Divulgação] The Selection – Colouring Book

selection_coloringbook

Finalmente teremos o livro de colorir da série A Seleção! E ainda bem que a Marcador (Editorial Presença) irá trazer-nos o quinto e último livro “The Crown” até ao final do ano, pois este livro de colorir terá imagens e excertos dos 5 livros, o que poderá trazer spoilers para quem não leu a série toda!

Lançamento: 27/12/2016, pela HarperCollins

O livro incluirá 20 excertos/frases dos livros e 20 ilustrações. Fãs de A Seleção… Têm até 27 de Dezembro para pôr a leitura da série em dia 😉

Uma recomendação do site EpicReads (artigo original http://www.epicreads.com/blog/proof-that-the-selection-coloring-book-is-real/) é que aqueles que estiverem interessados em comprar, apressem-se a comprar na pré-venda, para o caso do livro esgotar-se entretanto!

Onde podem comprar:
http://www.bookdepository.com/The-Selection-Coloring-Book/9780062641144 ou na Amazon!

[Divulgação] Lady Midnight – Os Artifícios Negros #1 – Cassandra Clare

99e524e9dd50c21c003f2db9ae89aa3c26f17Lançamento: 2/Novembro/2016

Podem encontrar o livro em pré-venda nos seguintes links (a atualizar): 
Fnachttp://www.fnac.pt/Os-Artificios-Negros-Livro-1-Lady-Midnight-Cassandra-Clare/a995104 
Bertrandhttp://www.bertrand.pt/ficha/lady-midnight?id=18910233
Wook – https://www.wook.pt/livro/lady-midnight-cassandra-clare/18910233

Sinopse:  Paixão, determinação e criaturas diabólicas, nesta nova e tão aguardada trilogia de Cassandra Clare. Os Caçadores de Sombras de Los Angeles voltam com novas aventuras.Passaram cinco anos desde que o mundo dos Caçadores de Sombras esteve à beira da extinção. Emma Carstairs já não é uma criança de luto, mas uma jovem guerreira determinada a descobrir quem matou os seus pais e a vingar a sua perda.

Pois é! Ao contrário do que se pensava, pouco tempo depois do livro ser lançado nos EUA, a editora Planeta traz-nos o tão esperado Lady Midnight para Portugal e, pela primeira vez, com o título original não traduzido, o que considero mais um ponto positivo para este livro, pois prefiro sem dúvida o título inglês ao título do Brasil! A capa é lindíssima… Talvez a mais bonita de todas as capas dos livros da Cassandra Clare (de Portugal).

Quem está ansioso(a) como eu?! Há muito que esperava este livro e mesmo tendo facilidade na leitura em inglês, preferi esperar pela edição portuguesa, principalmente por gostar de manter as edições todas iguais hehe Um dos caprichos de qualquer livrólico!