Literatura | “Um Casamento Conveniente” (Girl Meets Duke #1) de Tessa Dare — Opinião

9789898917263.jpgTítulo Original: The Duchess Deal
Publicação: 03/09/2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898917263
Compra-o em: http://www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Da autora romântica bestseller que conquistou as leitoras portuguesas
Vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance Histórico

Objetivo número um: ter um herdeiro.
Desde que o Duque de Ashbury regressou da guerra com o rosto desfigurado, a única coisa que o move é deambular pela cidade de Londres durante a noite e assustar todos com quem se cruza. Só que agora tem um problema: precisa de um herdeiro.

Objetivo número dois: casar. Mas com regras bem definidas.
Quando Emma Gladstone, uma simples costureira, aparece em casa de Ashbury para lhe exigir um pagamento em dívida, este aproveita a ocasião e faz-lhe uma proposta de casamento. Mas impõe certas condições: deverão encontrar-se sempre às escuras, e apenas para conceberem um filho. Assim que Emma engravidar, deverá partir para o campo, e nunca mais se voltarão a ver.

Objetivo número três: não quebrar nenhuma das regras anteriores.
Ashbury e Emma casam-se. Emma, porém, é uma mulher determinada e também tem as suas próprias regras. E a principal é conhecer o marido. Permitirá Ashbury que Emma o veja realmente? E conseguirá ele impedi-la de se apaixonar?

Opinião: “Um Casamento Conveniente” é o primeiro livro numa nova série que chega a Portugal, livro esse que estava bastante entusiasmada em ler! Continuar a ler

Anúncios

Literatura | “Já Te Disse Que Preciso de Ti?” (The DIMILY Trilogy #2) de Estelle Maskame — Opinião

Liv60710030_f.jpgTítulo Original: Did I Mention I Need You?
Publicação: 17/08/2018
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722362542
Compra-o em: www.wook.pt | www.presenca.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Eden não vê Tyler, o enteado do seu pai, há mais de um ano. Apesar de se terem afastado em nome do bem-estar da família, ela não consegue conter o entusiasmo quando Tyler a convida para passar o verão com ele em Nova Iorque.

Apesar de tudo, Eden sente-se feliz com Dean, o seu namorado, e tem a certeza de que Tyler também já a esqueceu. Mas durante o longo e quente verão na cidade que nunca dorme, torna-se cada vez mais evidente que eles ainda não esqueceram o passado. Mas conseguirão eles resistir à tentação de se reaproximarem?

Em Já te disse que preciso de ti?, o segundo volume da fenomenal trilogia de Estelle Maskame, Tyler e Eden vão ter de se confrontar com os seus sentimentos e decidir qual será o próximo passo nas suas vidas. Será que o amor entre ambos é suficientemente forte para enfrentarem os desafios que estão por vir?

Segundo livro da série bestseller, vencedora de vários prémios internacionais.

Opinião: O primeiro livro apresenta um romance adolescente, uma história mais leve e viciante por isso mesmo. Este segundo livro aborda tópicos mais adultos, ao meu ver. O facto dos protagonistas serem meio-irmãos (mas não de sangue) deixa de ser o único motivo para Tyler e Eden manterem o que sentem fechado a sete chaves. Temos a questão de Eden namorar agora com Dean, o melhor amigo de Tyler, o que me deixou bastante intrigada em ver o que iria acontecer. Traição não é um tema fácil de se abordar num livro e não é algo que considere certo, seja porque motivo for. Já ao ler “O Fruto Proibido” de Jodi Malpas senti o mesmo que fui sentindo à medida que ia lendo a continuação de “Já Te Disse Que Te Amo?“. Queria imenso torcer pelo casal mas, ao mesmo tempo, havia aquela parte de mim que reprovava. No entanto, gostei de como a história foi-se desenrolando, desde a primeira troca de olhares entre Eden e Tyler. Continuar a ler

Literatura | “Se Eu Tivesse Um Duque” (The Disgraceful Dukes #2) de Lenora Bell — Opinião

images.jpgTítulo Original: If I Only Had a Duke
Publicação: 19/06/2018
Editora: Editorial Planeta
ISBN: 9789897770753
Compra-o em: www.wook.pt 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Fresco, glamoroso e fabuloso!
A nova rainha do Regency.
Após três temporadas fracassadas e uma desastrosa incapacidade em socializar, Lady Dorothea Beaumont é enviada pela família para o campo para refletir nas suas atitudes e pensar em como “caçará um duque, enredará um conde, ou competirá por um visconde”.
Lady Dorothea foi educada com um único propósito: casar com um duque. mas a família não contava que ela fosse tão propensa a desastres e que ninguém se interessasse por ela. Thea faz de propósito, pois não está nada interessada em casar-se com um duque. O seu coração pertence à arte e pretende dedicar-lhe a sua vida.
A arte é, na realidade, a razão por que entra em contacto com o duque de Osborne, pois encontra uma coleção escondida na residência do duque na Irlanda. Vão trocando correspondência até que por fim se conhecem…e o que começa com uma zanga enorme vai dando espaço para outros sentimentos com os quais não contavam.
O primeiro volume da série Conquistar um Duque, está a ter uma excelente receção pelas leitoras portuguesas. Os livros da série podem ser lidos de forma totalmente independente.

Opinião: “Se Eu Tivesse Um Duque” lembrou-me imenso de “Acordo com o Marquês” de Sarah MacLean e Lenora Bell conseguiu apresentar uma história igualmente ótima, com a dose certa de drama, humor e romance. Já tinha adorado o primeiro livro e este segundo livro na série The Disgraceful Dukes consegue ser ainda melhor!
Talvez por ter sido um tanto parecido com o livro de Sarah MacLean, senti que muitos dos acontecimentos acabaram por ser previsíveis, o que, no entanto, não diminuiu a minha satisfação ao ler esta história. Continuar a ler

Literatura | “As Vantagens de Ser Invisível” de Stephen Chbosky — Opinião

500_9789892342795_as_vantagens_de_ser_invisivel.jpgTítulo Original: The Perks of Being a Wallflower
Publicação: 13/07/2018
Editora: Lua de Papel
ISBN: 9789892342795
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Charlie tem 15 anos e ainda sonha com o primeiro beijo. Tímido, introvertido, não tem qualquer amigo. Acaba de entrar no décimo ano e já conta os dias que lhe faltam para acabar o secundário. Olha à sua volta e sabe que não pertence a nenhum grupo. É apenas um miúdo sensível, com uma inteligência superior à média, dividido entre viver a vida ou fugir dela. Na dúvida, prefere ser invisível, como uma flor no papel de parede, que está lá mas em quem ninguém repara. Não se vai manter invisível durante muito tempo. Sente a pressão do primeiro encontro, da primeira namorada. Em seu redor há festas, sexo, drogas e um suicídio que o marca para sempre. Mas há também Sam, uma finalista por quem se apaixona perdidamente. E o meio-irmão dela, Pat, que é homossexual mas ninguém sabe. Os dois vão acolher Charlie, iniciá-lo num mundo de descobertas, guiá-lo ao longo dos misteriosos anos da adolescência.
As Vantagens de Ser Invisível, de Stephen Chbosky, é uma obra de enorme ternura, por vezes cruel, e sempre de uma sinceridade desarmante. Charlie abre-se ao leitor, revela os seus medos, angústias e o terrível segredo que o acompanha desde a infância. Várias vezes premiado, e também censurado em algumas escolas e bibliotecas dos Estados Unidos, foi adaptado ao cinema pelo próprio autor, num filme da MTV, com Logan Lerman, Emma Watson e Ezra Miller nos principais papéis.

Opinião: Quando descobri que este livro iria ser lançado pela primeira vez em Portugal fiquei surpreendida, uma vez que passou já tanto tempo desde a estreia da adaptação cinematográfica. Exatamente por ser um filme que estreou há uns anos, não me lembrava naturalmente de quase nada da história — excepto da cena do túnel, mas esta cena é epica, diga-se de passagem —, pelo que quis imenso ler o livro (e rever o filme em seguida, obviamente). Continuar a ler

Literatura | “O Pequeno Livro das Grandes Invenções”, autoria coletiva da Guerra e Paz Editores — Opinião

500x.jpgPublicação: 07/2018
Editora: Guerra e Paz 
ISBN: 9789897024153
Compra-o em: www.wook.pt | www.guerraepaz.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Como seria o mundo sem uma caneta ou um telemóvel? Este é o livro sobre as grandes invenções que mudaram a nossa vida. Conseguiremos imaginar a emoção de ligar um candeeiro, de contemplar um automóvel, ou de ver um avião a voar pela primeira vez? As grandes invenções podem ter perdido a aura de magia inicial, mas revolucionaram o mundo, a forma como vivemos.
Diz-se que a necessidade aguça o engenho e é a mãe de todas as invenções. Há coisas inventadas por mero acaso, como os raios X, pelo alemão Wilhelm Conrad Röntgen, quando experimentava os raios catódicos, outras nascem de pequenas ideias, mas a maioria delas são fruto de um longo trabalho de aperfeiçoamento.
O Pequeno Livro das Grandes Invenções, com uma prosa leve e divertida, sem nunca desvirtuar a verdade dos factos, descreve a origem de inúmeras invenções, desde a roda até aos dias de hoje.

Opinião: Não é novidade que sou uma pessoa curiosa. Não procuro descobrir nada em particular, por isso gosto tanto deste género de livros por falar um pouco sobre tudo. “O Pequeno Livro das Grandes Invenções” apresenta-nos a história de diversas invenções, umas cujas origens estava curiosa em conhecer, outras que eram invenções aparentemente tão ‘banais’, tão simples, que nunca me passou pela cabeça que houvesse uma história fascinante ou engraçada por trás delas. Continuar a ler

Literatura | “A Todos os Rapazes Que Amei” (To All The Boys I’ve Loved Before #1) de Jenny Han — Opinião

Título Original: To All The Boys I’ve Loved before
Publicação: 11/2014
Editora: Topseller
ISBN: 9789898800008
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: «Guardo as minhas cartas numa caixa de chapéu verde-azulada que a minha mãe me trouxe de uma loja de antiguidades da Baixa. Não são cartas de amor que alguém me enviou. Não tenho dessas. São cartas que eu escrevi. Há uma por cada rapaz que amei — cinco, ao todo.
Quando escrevo, não escondo nada. Escrevo como se ele nunca a fosse ler. Porque na verdade não vai. Exponho nessa carta todos os meus pensamentos secretos, todas as observações cautelosas, tudo o que guardei dentro de mim. Quando acabo de a escrever, fecho-a, endereço-a e depois guardo-a na minha caixa de chapéu verde-azulada.
Não são cartas de amor no sentido estrito da palavra. As minhas cartas são para quando já não quero estar apaixonada. São para despedidas. Porque, depois de escrever a minha carta, já não sou consumida por esse amor devorador. Se o amor é como uma possessão, talvez as minhas cartas sejam o meu exorcismo. As minhas cartas libertam-me. Ou pelo menos era para isso que deveriam servir.»

Opinião: Li as primeiras páginas deste livro, pela primeira vez, há já imenso tempo, tendo acabado por desistir dele e vendê-lo. Talvez não tenha sido a leitura indicada para aquele momento, o que levou-me a sentir dificuldade em entrar na história, logo consequentemente senti que não iria gostar dela.
Dias antes do filme estrear na Netflix, decidi, inesperadamente, dar uma segunda oportunidade ao livro. Já me aconteceu reler um livro e perguntar-me o que vi naquele livro que tanto me agradou. Pela primeira vez, pergunto-me o que vi em “A Todos os Rapazes Que Amei” que me desagradou, pois desta vez adorei-o. É um livro simplesmente divertido, com uma história cativante e personagens memoráveis. Continuar a ler

Literatura | “As Lições de Vida de Harry Potter” de Jill Kolongowski — Opinião

9789896684617.jpgTítulo Original: Life Lessons Harry Potter Taught Me: Discover the Magic of Friendship, Family, Courage, and Love in Your Life
Publicação: 02/07/2018
Editora: Vogais
ISBN: 9789896684617
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Encontre sentido na magia!
O primeiro livro da saga Harry Potter foi publicado há mais de duas décadas, mas continua hoje a atrair tantos leitores como então. Com um papel significativo na infância de milhões, muitos leitores, hoje adultos, voltam aos livros uma e outra vez, como quem visita velhos amigos. Porque as aventuras de Harry Potter não se limitam a entreter, são também uma fonte de conforto, orientação e sabedoria para lidar com a vida.
As Lições de Vida de Harry Potter são um olhar mais profundo sobre a sabedoria dos sete livros. Através de uma combinação de crítica literária, análise e experiência pessoal, a autora analisa os temas tratados ao longo dos livros e as lições que todos podemos daí retirar. Da luz à escuridão, de Albus a Voldemort, os textos deste livro abordam o poder feminino, a importância das palavras, o destino vs. o livre-arbítrio, a fronteira entre o bem e o mal e, sobretudo, a magia e o poder do amor.
Um livro obrigatório para qualquer Potterhead – quer tenha crescido com Harry quer esteja a descobrir a magia pela primeira vez.
Descubra a magia da amizade, família, coragem e amor.

Opinião: Foi extremamente refrescante ler este livro. Fugir um pouco ao padrão, ao ler algo de não fição mas que mesmo assim menciona uma das minhas séries de fição favoritas de sempre, foi ótimo. Enquanto Potterhead, este livro não poderia faltar na minha lista de leituras. Continuar a ler

Literatura | “O Homem Que Pensei Que Eras” de Leah Mercer — Opinião

O Homem que Pensei que Eras - capa em alta.jpgTítulo Original: The Man I Thought You Were
Publicação: 07/2018
Editora: Editorial Planeta
ISBN: 9789897770791
Compra-o em: www.wook.pt  
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Quando amamos, lutamos até ao fim.

Uma terna e emocionante história sobre a relação e os segredos de um casal comum até que ele decide abandoná-la. Numa linda noite de Outono, Anna regressa do trabalho e começa a fazer o jantar, ansiosa para que o marido chegue. É um dia como outro qualquer no seu casamento perfeito – um conto de fadas-, até que Mark entra, olha para ela e lhe diz que está tudo acabado. Anna não consegue perceber a reacção do homem que pensava conhecer como a palma da mão, nem em como é capaz de abandonar tudo aquilo que construíram juntos – e o futuro que imaginaram. Como teve coragem de se afastar?

Opinião: É incrível o poder que um livro pode ter sobre um leitor. Um bom livro consegue fazer-nos sorrir, rir, chorar ou sentir uma quantidade enorme de outras emoções. Não esperava que este livro fosse um desses e o facto de o ter sido, torna-o ótimo e marcante para mim. Continuar a ler

Literatura | “Já Te Disse Que Te Amo?” (The DIMILY Trilogy #1) de Estelle Maskame — Opinião

Liv60710027_f.jpgTítulo Original: Did I Mention I Love You?
Publicação: 7 de Fevereiro de 2018
Editora: Editorial Presença
ISBN: 9789722361637
Compra-o em: www.wook.pt | www.presenca.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Eden, de dezasseis anos, vai passar o verão na Califórnia com a nova família do seu pai, numa tentativa de esquecer o drama que deixou em casa. Mas quando conhece Ella, a madrasta, e os seus três filhos, Eden mal sabe o que a espera.

O filho mais velho de Ella, Tyler Bruce, é um autêntico bad boy: sedutor, egocêntrico, violento… Eden não o suporta. Mas com o passar do tempo, Eden descobre nele uma grande fragilidade, consequência de um passado difícil. Ao tentar perceber a verdade sobre Tyler, Eden dará por si a apaixonar-se pela única pessoa por quem isso não devia acontecer…

Já Te Disse Que Te Amo? é um romance que os fãs de Anna Todd e da série After vão adorar.

Opinião: Sendo este livro uma recomendação para os fãs de After, fiquei bastante entusiasmada para o ler. De forma geral, é um livro dentro do mesmo estilo da série de Anna Todd, sim, porém existem alguns aspetos que acabam por diferenciá-lo da série After. É definitivamente um livro que os fãs de After irão adorar mas que é ainda melhor, tendo superado as minhas expectativas, conseguindo ainda surpreender-me. Continuar a ler

Literatura | “Felizes Para Sempre” (A Seleção #3.5) de Kiera Cass — Opinião

Liv01950159_f.jpgTítulo Original: Happily Ever After
Publicação: 05/07/2018
Editora: Marcador
ISBN: 9789897543685
Compra-o em: www.wook.pt | www.presenca.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Antes de encontrarem os seus Felizes para Sempre, Amberly, Maxon, Aspen e Marlee tinham outras histórias para contar…

Esta coletânea traz os contos «A Rainha», «O Príncipe», «O Guarda» e «A Favorita», ilustrados e com introduções inéditas de Kiera Cass. Conheça o príncipe Maxon antes de ele se apaixonar por America, e a rainha Amberly antes de ser escolhida por Clarkson.

Veja a Seleção através dos olhos de um guarda que perdeu o seu primeiro amor e de uma Selecionada que se apaixonou pelo rapaz errado. Encontrará, ainda, cenas inéditas da série narradas pelos pontos de vista de Celeste e Lucy, um texto a contar o que aconteceu às outras Selecionadas depois do fim da competição.

Um livro essencial para os fãs de A Seleção, que poderão mergulhar mais nesse universo tão apaixonante.

Opinião: Ter a oportunidade de reviver este mundo foi fantástico. Kiera Cass apresenta-nos histórias dos vários personagens que conhecemos e adoramos.

Em “A Rainha”, ficamos a conhecer uma Amberly mais nova, quando esta participou na seleção. Foi interessante descobrir a história desta com Clarkson, pois conseguimos ver os pais de Maxon numa idade mais nova, quando estes ainda não tinham o peso da coroa nas suas vidas. Não são personagens aos quais tenha prestado muita atenção enquanto lia os livros mas gostei de puder conhecê-los melhor, graças a este conto. Continuar a ler