Literatura | “Eliza e os seus Monstros” de Francesca Zappia — Opinião

Título Original: Eliza and Her Monsters
Publicação: 2 de Julho de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898917119
Compra-o em: http://www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Finalista do Goodreads Choice Awards: Melhor Romance Young Adult

Na net, ela é mundialmente famosa. Cá fora, ninguém sabe o seu nome.
No mundo real, ela é Eliza, uma miúda solitária, invisível e sem amigos. Online, ela é LadyConstellation, a famosa e anónima criadora de Monstrous Sea, um dos webcomics mais populares do mundo. Wallace é novo na escola. É um rapaz estranho, misterioso e que raramente fala. Mas na Internet ele é Rainmaker, o escritor da fanfiction de Monstrous Sea mais lida nos fóruns da série, e é seguido por mais de um milhão de fãs.
Os caminhos de Eliza e Wallace cruzam-se inesperadamente e, quando percebem que têm a mesma paixão por Monstrous Sea e a mesma forma de ver o mundo, surge uma relação improvável que vai alterar as suas vidas para sempre. No entanto, ambos julgam que o outro é apenas um fã comum de Monstrous Sea. Ela não sabe que ele é o seu maior fã, e ele não sabe que ela é a própria autora.

Um livro esplendoroso sobre a vida online e offline!

Opinião: Francesca Zappia é definitivamente uma das melhores autoras de YA que li nos últimos tempos. Quer a capa, como a história e as ilustrações interiores do livro são magníficas!
Adorei este último elemento do livro por dar um tom mais divertido à história. Conhecer20180717_112338.png o que é suposto ser a banda desenhada de Eliza é muito melhor do que ter apenas o narrador a dizer que esta “faz isto e aquilo”, claro, mas cria também uma sensação de proximidade, como se fizéssemos parte da história, inclusive. Isto lembra-me um pouco de “Fangirl“, de Rainbow Rowell, pois ambas as protagonistas (Cath e Eliza) destes dois livros trabalham sobre algo que adoram e as autoras decidiram mostrar um pouco do trabalho delas ao longo das páginas.

Ao contrário do que esperava, mesmo tendo gostado imenso da relação que se desenvolve entre Eliza e Wallace, não é este o factor de que mais gosto no livro, mas sim a forma como a autora aborda a temática “Online vs Offline”. Sinto que essa abordagem foi feita de forma incrível, levando-me a compreender facilmente Eliza e a sentir-me mais envolvida na história. Desde do inicio que entendi o porquê da nossa protagonista em querer manter-se anónima, afinal a fama pode ser uma coisa boa mas como tudo, tem os seus contra.
Adorei tanto mas tanto este livro por ter falado deste tema e por me ter apresentado uma personagem como Eliza, que é extraordinária e com a qual criei rapidamente empatia.

Dava tantas estrelas a este livro quanto as que existem no universo, se pudesse, (acho que se a Eliza/LadyConstellation ia gostar de saber isto) pelo modo como me prendeu à sua história e por outros muitos aspetos. É, sem dúvida, um dos meus livros favoritos deste ano e deste género, se não até mesmo de sempre!

Anúncios

Literatura | “Os Altos e Baixos do Meu Coração” de Becky Albertalli — Opinião

Título Original: The Upside of Unrequited
Publicação: 17 de Maio de 2018
Editora: Porto Editora
ISBN: 9789720030344
Compra-o em: www.wook.pt  
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Aos 17 anos, Molly sabe tudo o que há para saber sobre o amor não correspondido. É que a jovem já se apaixonou 27 vezes, mas sempre em segredo. E por mais que a irmã gémea, Cassie, lhe diga para ter juízo, Molly tem sempre cuidado. É melhor ter cuidado do que sofrer.
Quando Cassie se apaixona, a sua nova relação traz um novo círculo de amigos. Dele faz parte Will, que é engraçado, namoradeiro e um excelente candidato a primeiro namorado da Molly.
Mas há um problema: o colega de Molly, Reid, um cromo e fã incondicional de Tolkien, por quem ela jamais se apaixonaria… certo?
Uma história divertida e comovente sobre primeiros amores e a importância de sermos fiéis a nós mesmos.

Opinião:O Coração de Simon Contra o Mundo” é e sempre será um dos meus livros favoritos de sempre, por apresentar uma história magnífica e envolvente. Não esperava outra coisa se não isso mesmo deste novo livro de Becky Albertalli.

Tal como o livro anterior, este também conta-nos uma história apaixonante, divertida e viciante, acima de tudo. Penso que qualquer leitor(a) irá identificar-se, em algum momento, com Molly, independentemente do corpo que tenha. Eu mesma revi-me na protagonista, pois afinal quem é que nunca passou por estas inseguranças? Continuar a ler

Literatura | “Numa Ilha Deserta” (Uncharted #1) de Julie Johnson — Opinião

Título Original: Uncharted
Publicação: 10 de Julho de 2018
Editora: Quinta Essência
ISBN: 9789897419652
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.com 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Assim que o vi, no terminal do aeroporto, soube que era um cretino. Percebi logo que são homens como ele que os pais temem. Arrogantes, maldispostos, mas… de cair para o lado!
Felizmente, não teria de o voltar a ver… ou, pelo menos, foi isso que pensei.
Não podia prever que o avião ia cair.
Não podia saber que seríamos os únicos sobreviventes.
Nunca me passou pela cabeça que, um dia, seria ele o meu porto de abrigo.
É que a vida na ilha é uma luta constante. Para sobreviver, mas também para não ceder à tentação. Sei que é errado desejá-lo, por todos os motivos e mais algum. Mas o tempo vai passando, e a carne é fraca…
Eu, a jovem e inexperiente Violet Anderson. e ele, o famoso fotógrafo Beck Underwood.
Se não aparecer alguém para nos salvar em breve, receio que irei mergulhar nele… e morrer afogada…

Opinião: Quando li na sinopse que a história começava com a queda de um avião, em que os dois protagonistas viajam, levando-os a ter que sobreviver numa ilha deserta, lembrei-me automaticamente de “A Lagoa Azul”, por este último detalhe em comum. Foi um dos filmes que marcou a minha infância e por isso mesmo senti-me cativada em ler este livro. Continuar a ler

Cinema | “A Gaivota” (2018) — Opinião

Poster-Cinema_-A-Gaivota-WEB.jpgTítulo Original: The Seagull
Realizador: Michael Mayer
Elenco principal: Annette Bening, Saoirse Ronan, Corey Stoll, Billy Howle, Elizabeth Moss, Mare Winningham, Brian Dennehy, Jon Tenney, Glenn Fleshler, Michael Zegen, Ben Thompson 
Gênero: Drama
Data de lançamento: 26 de Julho de 2018
A minha classificação: 8 em 10 estrelas

Opinião: Começo por agradecer à NOS Audiovisuais pelo convite que me foi feito para ver este filme. Não o conhecia até me ter sido apresentado aquando recebi o convite, mas sabendo que se tratava de uma adaptação de um livro de um autor russo sabia que só poderia esperar um filme magnífico.

Quaisquer expectativas que tivesse foram superadas logo nos primeiros minutos de visionamento.
O elenco é excelente, caraterística essa que veio a contribuir para esta superação de expectativas. Apenas conhecia Saoirse Ronan, atriz que adoro e cujos os filmes sigo, sem exceção. Como já vem a ser normal, Saoirse, que interpreta a ingénua Nina, teve uma atuação impecável. Annette Bening, Elizabeth Moss e Billy Howle estiveram igualmente fantásticos, sobretudo as duas primeiras, que foram os maiores destaques do filme, a meu ver. Continuar a ler

Literatura | “Chama-me Pelo Teu Nome” de André Aciman — Opinião

40516744Título Original: Call Me By Your Name
Publicação: Junho de 2018
Editora: Clube do Autor
ISBN: 9789897244360
Compra-o em: www.wook.pt| www.clubedoautor.pt 
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Chama-me pelo Teu Nome é um romance arrebatador sobre o desejo e a experiência da atração. Uma das grandes histórias de amor do nosso tempo, narrada de forma inteligente e imprevisível.
Na idílica Riviera italiana nasce um romance intenso entre um rapaz de dezassete anos e o convidado dos pais, um estudante universitário que irá passar com eles umas semanas no verão.
A mansão sobre as falésias é povoada por um conjunto de personagens excêntricas, com um gosto especial pela boa vida. Mas nenhum dos jovens está preparado para as consequências da atração, que, durante essas apaixonadas semanas de calor, mar e vinho, faz crescer entre eles o fascínio e o desejo, sentimentos que não conseguem suprimir, apesar de todas as proibições e dos perigos.
Divididos entre o receio das consequências e o fascínio que não conseguem esconder, avançam e recuam movidos pela curiosidade, o desejo, a obsessão e o medo, até se deixarem levar por uma paixão arrebatadora e descobrirem uma intimidade rara que temem nunca mais encontrar.
Chama-me pelo Teu Nome não é só uma história intemporal, é também uma análise franca, bela e dura sobre a paixão – como agimos, pensamos e sentimos. Uma elegia ao amor e um livro inesquecível.

Opinião: Depois de ler livros como “O Coração de Simon Contra o Mundo” e “Carry On”, tinha imensa curiosidade em ler este livro. Via tantas fotos deste no instagram, ouvia falar tanto dele mas passava-me completamente ao lado… Não sei porquê! Foi quando soube que o livro ia ser lançado em Portugal que decidi ler a sinopse e esta cativou-me de imediato, fazendo-me perguntar a mim mesma a típica questão: por que não li isto antes? Continuar a ler

Literatura | “Sarilhos com Duques” (Noivas da Regência #1) de Grace Burrowes — Opinião

Título Original: The Trouble with Dukes
Publicação: 12 de Junho de 2018
Editora: Quinta Essência
ISBN: 9789897419515
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.pt 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Dizem as más línguas que o novo duque de Murdoch, Hamish McHugh, é um brutamontes e um assassino. E pior do que isso… escocês!!! Seria impensável deixá-lo sozinho com uma mulher de bem. Mas Meghan Windham consegue detetar em Hamish algo especial…
No campo de batalha não havia guerreiro mais feroz do que ele. Mas o palco de guerra agora é bem diferente: a temporada social londrina! Mas Hamish é capaz de tudo para agradar às suas irmãs… até mesmo ter aulas de dança com a jovem Miss Windham. E embora ela não se deixe intimidar pelo temperamento dele, Hamish pressente que também Meghan trava uma luta…
Por ela, Hamish está disposto a pegar em armas mais uma vez…
Por ela, é bem capaz de perder o coração…
Sarilhos com Duques apresenta-nos a belíssima série Noivas da Regência – bem como a talentosa Grace Burrowes, que depressa se tornará uma preferida dos nossos leitores…

Opinião: “Hamish McHugh, é um brutamontes e um assassino. E pior do que isso… escocês”… Pior só se for para a protagonista, pois afinal quem é que não gosta de uma história com escoceses? Influências de Outlander, claro! Este foi o elemento na sinopse que realmente mais me cativou a pegar neste livro. Hamish faz referências breves da batalha de Culloden e a revolta Stuart, o que torna a história mais interessante, pois mesmo tendo passado algum tempo desde este acontecimento, o seu desfecho ainda tem algum peso notável na vida dos escoceses. Continuar a ler

Literatura | “O Poder” de Naomi Alderman — Opinião

Título Original: The Power
Publicação: Junho de 2018
Editora: Saída de Emergência
ISBN: 9789897731044 
Compra-o em: www.wook.pt | www.saidadeemergencia.com
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Quando as raparigas ganham o poder de causar sofrimento e morte, quais serão as consequências?

E se, um dia, as raparigas ganhassem subitamente o estranho poder de infligir dor excruciante e morte? De magoar, torturar e matar?
Quando o mundo se depara com esse estranho fenómeno, a sociedade tal como a conhecemos desmorona e os papéis são invertidos. Ser mulher torna-se sinónimo de poder e força, ao passo que os homens passam a ter medo de andar na rua, sozinhos à noite.
Ao narrar as histórias de várias protagonistas, de múltiplas origens e estatutos diferentes, Naomi Alderman constrói um romance extraordinário que explora os efeitos devastadores desta reviravolta da natureza, o seu impacto na sociedade e a forma como expõe as desigualdades do mundo contemporâneo.

Opinião: “O Poder” relembrou-me, sobretudo, uma banda desenhada que li há pouco tempo, no qual era a Mulher quem governava o mundo, neste caso porque os homens tinham morrido (quase todos), porém ambas as histórias seguem uma ideia base: dar protagonismo ao sexo feminino. Gostei ainda mais da ideia de Naomi Alderman, pois traz algo de impactante, algo diferente do que já tenha lido. A sinopse do livro deixou-me bastante intrigada: afinal, que Poder é esse que faz com que tudo o que conhecemos mude drasticamente? Continuar a ler

Literatura | “Os Humanos” de Matt Haig — Opinião

39715980Título Original: The Humans 
Publicação: Abril de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898869821
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: E se a terra fosse o planeta mais absurdo do universo?

O professor Andrew Martin, génio matemático, acaba de descobrir a chave para os maiores mistérios do Universo. Ninguém sabe do salto que isto representará para a Humanidade… exceto seres evoluídos de outro planeta. Determinados a impedir que esta revelação caia nas mãos de uma espécie tão primitiva quanto os humanos, estes seres enviam um emissário para destruir as provas. E é assim que um alien intruso, completamente alheio aos costumes, chega à Terra. Rapidamente, ele descobre que os humanos são horrendos e têm hábitos ridículos — comida dentro de embalagens, corpos dentro de roupas e indiferença por trás de sorrisos… Esta espécie não faz sentido!

Durante a sua missão, sob a pele e identidade de Andrew Martin, este alien sente-se perdido e odeia todos os terráqueos. Exceto, talvez, Newton, um cão. Contudo, quanto mais se envolve com os que o rodeiam mais fica a perceber de amor, perda, família; e de repente está contagiado: será que afinal há qualquer coisa de extraordinário na imperfeição humana?

Opinião: Este é mais um fantástico livro de Matt Haig, algo que não me surpreendeu, pois não esperava outra coisa deste autor, cujo o talento para criar histórias é fenomenal.

Tal como aconteceu com “Como Parar o Tempo“, também aqui senti que custei um pouco a entrar na história, o que não vejo como um factor negativo de todo. Existe algo na escrita deste autor de diferente mas que adoro imenso. Esta pode até envolver-nos mais lentamente, ao início, mas é impossível não nos deixarmos absorver por completo por esta história a certo ponto. Continuar a ler

Literatura | “Outlander — Os Tambores do Outono” (Outlander #4) de Diana Gabaldon — Opinião

Resultado de imagem para outlander os tambores de outonoTítulo Original: Outlander, the drums of autumn
Publicação: 2016
Editora: Casa das Letras
ISBN: 9789897415364
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.com
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Uma vez mais, atravessando continentes e séculos, Gabaldon criou uma obra brilhante de pura paixão.
Os Tambores de Outono tem início na Escócia, num ancestral círculo de pedras de Craig na Dun. Ali, uma porta abre-se para um grupo restrito, podendo levá-los para o passado – ou para a sepultura. Claire Randall sobreviveu à passagem, não uma mas duas vezes.
A sua primeira viagem no tempo levou-a para os braços de Jamie Fraser, um bravo guerreiro escocês do século xviii que tinha por ela um amor que se tornou lenda – um conto trágico de paixão que teve o seu fim quando Claire voltou ao presente carregando no ventre uma filha dele.
A sua segunda viagem, duas décadas depois, voltou a uni-los na América colonial. Mas Claire deixou alguém para trás no século XX… a sua filha Brianna.
Agora Brianna faz uma perturbadora descoberta que volta a levá-la para o círculo de pedras e para um aterrador salto para o desconhecido. Na busca da mãe e do pai que nunca conheceu, arrisca o seu próprio futuro ao tentar mudar a história… para salvar as suas vidas. Mas quando Brianna mergulha no desconhecido, um encontro inesperado pode amarrá-la para sempre no passado… ou levá-la para o lugar onde deveria estar, onde pertence o seu coração..

Opinião: Comecei este livro, segundo o goodreads, há quase um ano. Adiei a sua leitura durante muito tempo, mas ao saber do lançamento do sexto livro cá em Portugal (e como teremos a 4ª temporada de Outlander este ano) decidi pegar neste livro novamente. Não é o meu livro favorito da série até agora mas é um ótimo livro, obviamente, pois Outlander é e sempre será Outlander. Continuar a ler

Literatura | “Fahrenheit 451” de Ray Brandbury — Opinião

Título Original: Fahrenheit 451
Publicação: Maio de 2018
Editora: Saída de Emergência
ISBN: 9789897731068
Compra-o em: www.wook.pt | www.saidadeemergencia.com 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Como uma mensagem mais relevante do que nunca, venha descobrir o clássico profético de Ray Bradbury sobre o poder da resistência à tirania política.

Guy Montag é um bombeiro. O seu emprego consiste em destruir livros proibidos e as casas onde esses livros estão escondidos. Ele nunca questiona a destruição causada, e no final do dia regressa para a sua vida apática com a esposa, Mildred, que passa o dia imersa na sua televisão.
Um dia, Montag conhece a sua excêntrica vizinha Clarisse e é como se um sopro de vida o despertasse para o mundo. Ela apresenta-o a um passado onde as pessoas viviam sem medo e dá-lhe a conhecer ideias expressas em livros. Quando conhece um professor que lhe fala de um futuro em que as pessoas podem pensar, Montag apercebe se subitamente do caminho de dissensão que tem de seguir.

Mais de sessenta anos após a sua publicação, o clássico de Ray Bradbury permanece como uma das contribuições mais brilhantes para a literatura distópica e ainda surpreende pela sua audácia e visão profética.

Opinião: Não é primeira nem última vez que leio um livro pela capa. “Fahrenheit 451” é um desses livros sobre os quais não sabia quase nada mas que com esta belíssima edição cativou-me para a sua leitura!

A sinopse, a mim, passou-me uma ideia diferente do que acaba por ser o livro, por isso foi-me um pouco confusa esta história inicialmente, sobretudo quando percebo que estamos num futuro posterior a 2018, inclusive. Mas gostei imenso da história, para minha surpresa, pois não esperava encontrar num livro de fição científica do século anterior uma mensagem tão forte e que, infelizmente, ainda se aplica à realidade de muitos países nos dias de hoje. Continuar a ler