Literatura | “Malícia e Redenção” (Stark World #2) de J. Kenner — Opinião

9789898917171.jpgTítulo Original: Wicked Dirty
Publicação: 16/07/2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898917171
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: O sexo é uma arma. Constrói, destrói e vicia… mas às vezes pode ser a salvação… a salvação de que Lyle e Sugar precisam.
Lyle Tarpin é um ator de Hollywood, com uma carreira de sucesso e uma reputação imaculada. Ninguém desconfia do seu passado turbulento e das mulheres pagas pela sua discrição. Lyle sempre conseguiu manter as duas facetas separadas e escondidas do público…
Até agora. Depois de ter sido fotografado num momento íntimo com Sugar — uma das mulheres que contratou —, a única forma de salvar a carreira é fingir uma relação. E de um momento para o outro, Lyle tem de desempenhar o maior papel da sua vida, com a única mulher que o descontrola.
Falida e com três empregos, Sugar tudo faz para tentar salvar-se das dívidas que tem acumuladas, inclusive passar uma noite com Lyle. Mas o inesperado acontece. Um encontro intenso torna-se numa relação amorosa com um dos homens do momento. E Sugar, não tem escolha: precisa do dinheiro.
Afinal, quão difícil será fingir que namora com um dos atores mais sensuais de Hollywood?
Quando há química entre ambos, é muito difícil!

Opinião: Quem não se recorda de Mia, a protagonista da série A Rapariga do Calendário? Foram livros que devorei e que adorei, pelo que não poderia deixar de sentir-me entusiasmada por ler “Malícia e Redenção” que apresenta uma ideia, de modo geral, semelhante. O facto de ter lido o primeiro livro desta série, “Inocência e Desejo”, há pouco tempo, faz com que sinta ainda ligação a este mundo que a autora apresentou — Hollywood e famosos — e que tem continuação neste novo livro, mesmo sendo este sobre protagonistas diferentes. Continuar a ler

Anúncios

Literatura | “O Rio do Sonho: O Testamento de Loki” (Loki #2) de Joanne Harris — Opinião

Título Original: The Testament of Loki
Publicação: 03/07/2018
Editora: ASA
ISBN: 9789892342481
Compra-o em: www.wook.pt | www.leyaonline.com
A minha classificação: 3 em 5 estrelas

Sinopse: Asgard caiu. Os deuses nórdicos foram derrotados e estão agora confinados ao tormento eterno da Terra dos Mortos. Mas o maquiavélico Loki não se conforma. Está determinado a fugir. E, um dia, encontra uma saída. Pois os deuses não morrem enquanto forem lembrados e, ao perceber que a Humanidade ainda sonha com eles, Loki encontra nas suas fantasias uma maneira de regressar à Terra… dentro da mente de uma jovem adolescente.
Jumps tem 17 anos, é rebelde e inquieta… e não fica nada satisfeita com a intromissão, principalmente porque o seu deus de eleição é Thor. Mas também os seus melhores amigos são tomados pelos deuses, que, um a um, estão a conseguir escapar.
Thor, Odin e muitos outros… Loki não antecipou tal movimentação. E tão-pouco está preparado para enfrentar a determinação de Jumps… ou o plano de Odin, que quer restituir o domínio dos deuses.
Claro que, com Loki à mistura, o caos é total…

Opinião: Quem me segue sabe como adoro fição à mistura com história ou mitologia, seja em formato de livros, como de série ou filme. Quando descobri que este livro tinha Loki, um Deus nórdico, como protagonista, posso dizer que “passei-me” (haha)! É o meu Deus favorito da mitologia Nórdica, por ser tão engraçado, cheio de truques e planos para se sair das mais complicadas situações. Apesar da sua personalidade variar um pouco entre os filmes (Thor, da Marvel) que vi e livros (Mitologia Nórdica, de Neil Gaiman) que li, sinto que o humor é sempre garantido com este personagem. Continuar a ler

Literatura | Coleção Grandes Pintores I e II — Opinião

GP.png

Publicação: 2017 — 2018
Editora: Levoir
Encomenda a coleção através da página de facebook da Levoir 
A minha classificação: em 5 estrelas

Opinião: Tive oportunidade de ler quatro volumes desta coleção, pertencendo dois dele ao primeiro grupo lançado e os outros ao mais recente e segundo grupo desta coleção. Não é novidade nenhuma que gosto de ler livros deste género, por vezes mais pequenos, por não ser um género a que não estou muito habituada (ainda). Esta coleção é, sem dúvida, giríssima! Cada livro conta, de forma mais resumida, a vida de um grande pintor, com ilustrações presentes em todas as páginas. Continuar a ler

Literatura | “A Odisseia de Homero Adaptada para Jovens” de Frederico Lourenço — Opinião

Publicação: 06/2018
Editora: Quetzal
ISBN: 9789897224744
Compra-o em: www.wook.pt | www.bertrand.pt
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: «Mil e duzentos anos antes do nascimento de Jesus Cristo, vivia na ilha grega de Ítaca um jovem príncipe chamado Telémaco. Seu pai tinha partido para a guerra quando ele era ainda bebé.»
Assim começa a narração da Odisseia de Homero Adaptada para Jovens, escrita por Frederico Lourenço a partir da sua tradução do original de Homero, em grego clássico. Mantendo sempre vivos o rigor histórico e a qualidade literária, Frederico Lourenço desperta nos jovens a vontade de acompanhar as aventuras de Ulisses/Odisseu, transformando um dos livros fundamentais da nossa civilização numa aventura para todas as idades.

Opinião: Depois de ver séries e filmes sobre a guerra de Tróia, fiquei bastante curiosa com este livro, que segue uma figura grega importante da guerra de Tróia: Ulisses. Li alguns capítulos de “A Odisseia”, nesta adaptação para jovens, quando era mais nova, mas todos conhecemos o resultado de leituras obrigatórias da escola. Achava fascinante, quando lido pela professora de português, por esta ir explicando alguns detalhes da história pelo meio, porém lendo-o sozinha, achava este livro aborrecido. Talvez isto deva-se à escrita que não considero ser acessível para os mais jovens. Hoje, muitos anos mais tarde, posso afirmar ter adorado este livro! Sinto que esta é uma leitura que apenas poderá ser verdadeiramente desfrutada por alguém com alguma experiência literária ou, pelo menos, por alguém que realmente queira ler o livro. Continuar a ler

Literatura | “Destemida” (The Valiant #1) de Lesley Livingston — Opinião

Título Original: The Valiant
Publicação: 13/07/2018
Editora: Saída de Emergência
ISBN: 9789897731150
Compra-o em: www.wook.pt | www.saidadeemergencia.com
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Fallon é a filha mais nova de um orgulhoso rei celta e sempre viveu na sombra da lendária reputação da guerreira de Sorcha, a sua irmã mais velha, que morreu em combate quando os exércitos de Júlio César invadiram a ilha da Bretanha.

Na véspera do seu 17.º aniversário, Fallon está ansiosa por seguir os passos da irmã e conquistar o seu legítimo lugar entre os guerreiros reais. Mas ela nunca terá essa oportunidade, já que é capturada e vendida a uma escola de elite que treina mulheres gladiadoras — e cujo patrono é o próprio Júlio César. Numa cruel reviravolta do destino, o homem que destruiu a família da jovem poderá ser a sua única hipótese de sobrevivência.

Agora, Fallon terá de ultrapassar rivalidades perversas e combates mortais — dentro e fora da arena. E talvez a maior ameaça de todas: os seus sentimentos proibidos, porém irresistíveis, por Cai, um jovem soldado romano.

Opinião: Lesley Livingston estreia-se na literatura com uma história magnífica, que nos transporta para a Roma antiga, época em que César era imperador e na qual as lutas entre gladiadores nas grandes arenas eram bastante famosas. Quem não se recorda de histórias como a de Spartacus? Foi, sobretudo, este o motivo que despertou em mim tamanho entusiasmo para esta leitura, por adorar tanto a série Spartacus que retrata essa fase da história romana. A capa — que é lindíssima, extraordinária, fantástica, perfeita — é, obviamente, outro elemento que me levou a querer ler tanto este livro, pois o que poderia ser melhor do que uma história sobre gladiadoras badass? Continuar a ler

Cinema | “Missão: Impossível — Fallout” (2018) — Opinião

Missao-Impossivel-Fallout_final_webTítulo original: Mission: Impossible – Fallout
Realizador: Christopher McQuarrie
Elenco Principal: Tom Cruise, Henry Cavill, Simon Pegg, Rebecca Ferguson, Ving Rhames, Sean Harris, Angela Basset, Vanessa Kirby, Michelle Monaghan, Alec Baldwin, Wes Bentley, Frederick Schmidt.
Gênero: Ação
Data de lançamento: 2 de Agosto de 2018
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Opinião: Apesar de não ter muitas críticas escritas sobre filmes de ação, este é um género que adoro imenso quando o assunto é cinema. “Missão Impossível” sempre foi um filme que apreciava, havendo algo que me impedia de adorá-lo como é o caso de filmes como “Velocidade Furiosa” ou com Jason Statham como protagonista. Rebecca Ferguson (The White Queen, The Greatest Showman) é uma atriz que adoro e cuja integração no elenco de MI foi uma excelente escolha, com a interpretação de uma personagem que vem trazer um lado misterioso, mas também perigoso, a esta saga, que conta já com 6 filmes. Desde então que considero-me fã da saga, pelo que poderão imaginar o meu entusiasmo para ver novo filme! Continuar a ler

Literatura | “Mentes Poderosas” (The Darkest Minds #1) de Alexandra Bracken — Opinião

Título Original: The Darkest Minds
Publicação: 4 de Julho de 2018
Editora: Marcador
ISBN: 9789897543678
Compra-o em: www.presenca.pt | www.wook.pt 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Quando Ruby acorda no seu décimo aniversário, algo nela mudou. Algo suficientemente alarmante para os pais a trancarem na garagem e chamarem de imediato a polícia. Um fenómeno inexplicável arrancou-a à vida que sempre conheceu e mandou-a para Thurmond, o assustador campo de reabilitação do governo destinado aos sobreviventes.
Ruby não sucumbiu à doença misteriosa que aniquilou a maioria das crianças nos Estados Unidos, mas ela e os outros prisioneiros tornaram-se algo muito pior, porque desenvolveram habilidades mentais poderosas que não conseguem controlar.
Mentes Poderosas terá adaptação cinematográfica com estreia em Portugal a 9 de Agosto.

Opinião: Depois de publicar a duologia “Os Passageiros do Tempo”, a Marcador traz-nos o primeiro livro da tão conhecida trilogia de Alexandra Bracken: The Darkest Minds. Adorei os primeiros títulos desta autora publicados em Portugal e, como já esperava, adorei este novo livro! Continuar a ler

Cinema | “Mamma Mia, Here We Go Again” (2018) — Opinião

MAMMA_MIA_6_2.jpgTítulo original: Mamma Mia! Here We Go Again
Realizador:
 Ol Parker
Elenco Principal:
Amanda Seyfried, Lily James, Meryl Streep, Cher, Andy Garcia, Dominic Cooper, Pierce Brosnan, Stellan Skarsgard, Colin Firth
Gênero:
Comédia, Musical
Data de lançamento:
19 de Julho de 2018
A minha classificação:
10 em 10 estrelas

Opinião: 10 anos depois chega aos cinemas o segundo filme de Mamma Mia… 10 anos! Parece que foi ontem que vi o primeiro filme, era ainda eu criança. Lembro-me de ter adorado o filme, sobretudo porque os ABBA eram apenas uma “banda velha” com “músicas velhas” (pensamentos de crianças haha) mas cujas as músicas aprendi a adorar conforme via o filme. Desde então adoro as suas músicas. Se o primeiro filme foi incrível, este novo foi algo de extraordinário. Sabem quando veem um filme inteiro com um sorriso no rosto e uma felicidade inexplicável? Pois é, foi exatamente isto que aconteceu comigo ao ver “Mamma Mia, Here We Go Again”. Continuar a ler

Literatura | “1001 Coisas Que Nunca Te Disse” de Catarina Rodrigues — Opinião

Resultado de imagem para 1001 coisas que nunca te dissePublicação: Junho de 2018
Editora: Oficina do Livro
ISBN: 9789897419188
Compra-o em (disponível também em formato ebook): www.wook.pt | www.leyaonline.com/pt 
A minha classificação: 4 em 5 estrelas

Sinopse: Quando a vida que tens como garantida se desfaz, questionas tudo. Quando alguém te deixa, parte de ti fica perdida. Após um relacionamento falhado, uma jovem mulher decide reescrever a sua história e embarca numa longa jornada.
Durante cerca de três anos, viaja por diferentes lugares do Mundo e dentro dela.
Entre o passado e o presente, descobre o valor da dor, da perda, da identidade, da felicidade e traça o caminho do perdão. Porque um grande amor muda a tua vida para sempre.

Opinião: Ao folhear umas páginas, percebi que tinha na mão um livro com algumas passagens em formato de diário/carta. O que não tinha percebido é que o livro todo era assim. Se inicialmente pensei que isto seria estranho, rapidamente dei por mim a gostar bastante desta opção de escrita, por dar a conhecer ao leitor de uma forma mais próxima e profunda quem é Sara, o que esta sente e como os acontecimentos, dos 3 anos de vida que acompanhamos, a afetam. Continuar a ler

Literatura | “Eliza e os seus Monstros” de Francesca Zappia — Opinião

Título Original: Eliza and Her Monsters
Publicação: 2 de Julho de 2018
Editora: Topseller
ISBN: 9789898917119
Compra-o em: www.wook.pt
A minha classificação: 5 em 5 estrelas

Sinopse: Finalista do Goodreads Choice Awards: Melhor Romance Young Adult

Na net, ela é mundialmente famosa. Cá fora, ninguém sabe o seu nome.
No mundo real, ela é Eliza, uma miúda solitária, invisível e sem amigos. Online, ela é LadyConstellation, a famosa e anónima criadora de Monstrous Sea, um dos webcomics mais populares do mundo. Wallace é novo na escola. É um rapaz estranho, misterioso e que raramente fala. Mas na Internet ele é Rainmaker, o escritor da fanfiction de Monstrous Sea mais lida nos fóruns da série, e é seguido por mais de um milhão de fãs.
Os caminhos de Eliza e Wallace cruzam-se inesperadamente e, quando percebem que têm a mesma paixão por Monstrous Sea e a mesma forma de ver o mundo, surge uma relação improvável que vai alterar as suas vidas para sempre. No entanto, ambos julgam que o outro é apenas um fã comum de Monstrous Sea. Ela não sabe que ele é o seu maior fã, e ele não sabe que ela é a própria autora.

Um livro esplendoroso sobre a vida online e offline!

Opinião: Francesca Zappia é definitivamente uma das melhores autoras de YA que li nos últimos tempos. Quer a capa, como a história e as ilustrações interiores do livro são magníficas!
Adorei este último elemento do livro por dar um tom mais divertido à história. Conhecer20180717_112338.png o que é suposto ser a banda desenhada de Eliza é muito melhor do que ter apenas o narrador a dizer que esta “faz isto e aquilo”, claro, mas cria também uma sensação de proximidade, como se fizéssemos parte da história, inclusive. Isto lembra-me um pouco de “Fangirl“, de Rainbow Rowell, pois ambas as protagonistas (Cath e Eliza) destes dois livros trabalham sobre algo que adoram e as autoras decidiram mostrar um pouco do trabalho delas ao longo das páginas. Continuar a ler